FESTAS DE FIM DE ANO

Quando chega o mês de dezembro, geralmente a minha alma fica confusa, ou seja, alegre e triste ao mesmo tempo.

Quando chega o mês de dezembro, geralmente a minha alma fica confusa, ou seja, alegre e triste ao mesmo tempo. Alegre pelas coisas positivas conquistadas no decorrer do ano por mim e pela família, triste por coisas que aconteceram comigo e que marcaram a minha existência por muito tempo e que agora não conseguiria mais atingir por mais que queira, como: visitar os meus pais já falecidos e poder preparar aquela ceia de Natal com toda a família reunida naquela casa cor-de-rosa com portas e janelas pintadas de bege.

CASA DOS SONHOS

Aquela casa dos sonhos, aquele lar que tanto visitei onde encontrava a minha mãe de braços abertos e o meu pai tomando tereré na calçada com o sorriso estampado no rosto causado pela alegria do filho ter chegado de tão longe após um ano de ausência. Os abraços se misturavam com alguns pequenos choros de alegria motivos do reencontro tão esperado, aí mesmo na porta. Essa casa, todas essas lembranças agora existem somente na minha imaginação.

A VIDA É FEITA DE MOMENTOS. APROVEITE.

Quando éramos crianças, mais ou menos até os 10 anos de idade, recebíamos carinhos e todos os tipos de cuidados dos nossos pais, na década seguinte, mais ou menos até os 20 anos, começavam as primeiras paqueras e os primeiros romances; nessa etapa, os filhos viram águias e começam a treinar os primeiros vôos sozinhos se lançando nos penhascos da vida numa aventura perigosa que geralmente preocupam as velhas águias. Dos 20 até os 30 anos, geralmente acontecem os casamentos, é quando os filhos ou pequenas águias vão embora construir seus próprios ninhos.

FILHOS VISITAM OS PAIS

Dos 30 aos 40 anos, visitamos os nossos pais e somos visitados pelos nossos filhos, na década seguinte, dos 40 aos 50, 60 talvez, é a época mais difícil das nossas vidas, pois os filhos aparecem esporadicamente e precisamos começar a cuidar dos nossos pais doentes, fracos e velhos -se ainda vivos- igualzinho como eles cuidaram de nós quando crianças, nessa época, geralmente acontecem as dolorosas e eternas despedidas, por isso é a etapa mais difícil e triste, como se fosse o inverno das nossas vidas. Nesse momento só restará torcer pela chegada dos netos quando teremos a última chance de reescrever nossos carinhos que talvez foram deficientes com os nossos pais e filhos, ou seja, teremos a última chance de reeditar o nosso amor.

A MINHA CANETA ANOTOU

Os bons preços da Movelar I e II da família Guerra, tudo em eletro-móveis. As boas ofertas da Comercial Virmond na área de materiais construção. A liderança na área farmacêutica do Marquinho com a sua farmácia indo de vento em popa e com os preços lá embaixo. O abraço ao professor Valentin Andreetta que sempre prestigia este espaço e muito obrigado pelo convite de todos os anos para participar com a minha família da deliciosa ceia natalina em sua residência. As boas ofertas na Rede Lar de supermercados. O abraço ao simpático casal Elias e Dirce Presa que sempre prestigiam este espaço. Laboratório de análises clínicas Modelo sempre cuidando com muita qualidade da sua saúde com os mais modernos equipamentos. Méritos da Salete e o bioquímico Toninho Pavan, assim como de toda a equipe. O melhor da área da informática você encontra na Microlan informática do Luciano Polônio e da esposa Vanessa.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail