Inflação em alta será prejudicial às festas de fim de ano do brasileiro

Famílias terão que adaptar as ceias de natal e ano novo com opções mais baratas

As festas de fim de ano são conhecidas como o período de maior expectativa do mercado de varejo. Após mais de um ano e meio de pandemia e com grande progresso da campanha de vacinação no país, os brasileiros poderão comemorar com maior segurança.

Segundo pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes e Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), divulgada no início de novembro, cerca de R$68 bilhões deverão ser injetados na economia durante o período. Entretanto, especialistas explicam que, apesar das altas expectativas, a inflação será prejudicial ao bolso dos brasileiros.

Os valores das carnes e itens de panificação já sofreram grande variação e, em um país onde quase 50% da população vive com até um salário mínimo, muitas famílias precisarão se adaptar para os jantares e almoços comemorativos, trocando itens por opções mais baratas. Enquanto o setor de alimentação sofre com os valores, o de bebidas possui grandes expectativas para o período de fim de ano, porém acredita-se que a alta demanda do produto irá gerar muitos desafios de logística, por conta do preço dos combustíveis.

Quer ficar por dentro das novidades? Então nos acompanhe pelo Facebook | Twitter | YouTube | Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail