Aos 20 anos, Vitor Henrique Nava toma a iniciativa e vai para a segunda loja própria

Proprietário da “VN Store” de Laranjeiras do Sul, ele se prepara para abrir uma filial em Candói. Filho de comerciantes, o garoto conta da experiência e dos planos futuros

Tornar-se empreendedor depende muito mais de iniciativa do que de experiência (leia-se idade). Prova disso, é que em Laranjeiras do Sul um jovem de 20 anos desponta como empresário. Vitor Henrique Nava administra, desde novembro de 2020, uma loja de informática, a “VN Store”. Com o apoio dos pais, também comerciantes, e mesmo “tão cedo”, ele pretende ir mais longe. 

Depois de Alberi Junior, da Academia Body Planet, e do casal Victor Cremonesi e Vanessa Machado, do Centro de Treinamento Barracão, Victor é o terceiro entrevistado da série “Jovens Empresários”. Ao Correio do Povo do Paraná, ele falou da experiência no mundo dos negócios e dos planos futuros. 

Correio: Antes de ter o próprio negócio, teve quais experiências no mercado de trabalho?  

Vitor: Trabalhei em uma agroveterinária como menor aprendiz. Sempre gostei de vender.  Depois disso acompanhei meus pais, Lucieli Vargas e Zélio Nava, que têm uma empresa na área de vendas. Fui gostando. Com 18 anos comecei a vender tênis, roupas e alguns eletrônicos na internet, com uma loja on-line. Mas eu sempre sonhei em ter uma loja física. Como tinha proximidade com o segmento de informática e eletrônicos, optei por apostar nesse ramo e abri a “VN” em 21 de outubro de 2020, quando tinha 19 anos. 

Correio: A experiência dos teus pais como comerciantes ajuda na administração da “VN”?

Vitor: Sempre tive o incentivo da minha família, então não posso reclamar. Trabalhei com eles e isso me fez gostar da área. Torço que a pandemia acabe, pois creio que sem ela as coisas deverão ficar ainda melhor. 

Correio: Você abriu a loja em plena pandemia. Isso atrapalhou?

Vitor: O importante sempre será a saúde das pessoas. Aqui na loja, graças a Deus, apenas uma pessoa teve a Covid-19, e está tudo bem. Do ponto de vista de fluência da empresa, do ponto de vista econômico, pensei que seria pior, mas não. 

Correio: Quais são os planos para o futuro da ‘VN Store”?

Vitor: O próximo passo é abrir uma filial em Candói. Será nos próximos dias. Encontrei um sócio. Vou continuar focado nessa área de venda de celulares e acessórios eletrônicos, além da assistência técnica. Tive uma filha há 40 dias e agora o meu foco é a família. Agradeço primeiramente a Deus, e segundamente a todos que me apoiaram. 

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail