“Esta é a última vez que concorro a vereador”, diz Magrão

Candidato à reeleição afirma que pretende disputar outros cargos políticos

O candidato à reeleição a vereador Carlos Alberto Machado, o Magrão, esteve na tarde de ontem (16) na sede do jornal Correio do Povo. Na oportunidade ele aproveitou para falar sobre sua candidatura, além de adiantar sobre possíveis novos cargos na política daqui há quatro anos.

Magrão é natural de Laranjeiras do Sul, tem 52 anos, é casado com  Sandra Viola, tem duas filhas Eloísa e Helena. Ele trabalha na Cooperativa Coprossel há quase 30 anos e está no seu segundo mandato de vereador, além de ser presidente da Câmara é produtor rural.

“Minha vida sempre foi aqui no Sul, quando saí de Laranjeiras foi para ir para Guarapuava fazer um curso técnico, e em 1992 eu assumi um cargo na Cooperativa Coprossel, onde estou até hoje, nesse momento de eleição eu estou de férias, para poder trabalhar na campanha”, conta Magrão.

Reeleição

Segundo Magrão, a política não é uma profissão, é um gosto. “Precisamos fazer o bem para a sociedade, para o estado e o país. Então no segundo mandato tive muito apoio. Meu sogro acabou se envolvendo na política também, e isso fez com que eu fosse candidato a reeleição”.

Ele diz que é muito grato a Laranjeiras, e que tem que  retribuir na vida pública. Cita também que aprendeu muito com o prefeito Berto Silva, a nível de Estado e Governo Federal e também como trabalhar com o município.

“Isso me fez pensar em me candidatar a reeleição. Gosto de cuidar do que é das pessoas como se fosse meu. Precisamos trabalhar bastante, falar com as pessoas, e correr atrás. Nesse último mandato contribuí com várias ações na Câmara. Essa será minha última reeleição, não vou mais me candidatar para vereador. Futuramente penso em outro cargo político, talvez o executivo”, revela.

Bandeiras

O candidato explica que o dever de vereador é fiscalizar o executivo, cobrar, procurar parcerias com deputados para conseguir verbas para o município. Qualquer candidato que prometa fazer projeto já está errado, porque não é essa a função de vereador. Muitas vezes as pessoas falam que vereador não faz nada, mas têm-se que analisar a função.

“Nós temos a capacidade de analisar projetos, e ver se é bom para comunidade o que é mandado pelo executivo para votarmos. Eu vou continuar do mesmo jeito, cuidando das comunidades, cuidando do produtor rural, continuar fiscalizando, pedindo ao executivo melhorias. Vou continuar pedindo recursos para Educação, Saúde, e pensando sempre no bem para nosso município”, explica.

Por que votar em você?

O candidato explica que sua profissão não é ser vereador, que concorre às eleições para poder ajudar as pessoas e o município e melhorar a vida de quem mora em Laranjeiras.

“Eu tenho minha profissão, sou agrônomo formado e sou funcionário da Coprossel há quase 30 anos. As pessoas que colocarem o voto em mim podem ter certeza que vou representá-las  do jeito certo, de modo honesto, e aplicar os recursos com responsabilidade. Vou valorizar o voto de cada um”, afirma.

Magrão conta que como presidente da Câmara, uma de suas bandeiras foi cortar gastos. “Cortei desde gastos com cafezinho, mesmo que me chamem de “munheca”, porque não acho certo gastar atoa o que é do povo. É assim que eu faço e todos os vereadores sabem. As pessoas que me procurarem podem ter certeza que vou honrar o cargo”, diz.

 

Considerações finais

O candidato encerra a entrevista agradecendo a toda a população e lembrando que no último pleito teve 609 votos, mais do que na primeira vez que se elegeu.

“Eu fiz de tudo para corresponder a confiança que foi depositada em mim, eu cuidei muito do orçamento da Câmara, nesses últimos anos, fui presidente e estou devolvendo ao município mais de R$1 milhão, fruto da economia. Tivemos cortes de despesas, e economizamos muito”, completa.

 

Confira o vídeo da matéria no YouTube: