“Foi gratificante e o movimento foi ótimo”, aponta Adriangela Trento, sobre Feira Ponta de Estoque

As 35 empresas participantes da 10ª Feira Ponta de Estoque, em Laranjeiras do Sul, viram o movimento aumentar durante essa

As 35 empresas participantes da 10ª Feira Ponta de Estoque, em Laranjeiras do Sul, viram o movimento aumentar durante essa semana.

Com um formato diferenciado, sendo que as próprias empresas estão sendo as sedes da feira, parece que a mudança agradou tanto comerciantes quanto clientes.

Gratificante

Adriangela Trento, que comanda a Casa Iris junto da família, foi uma semana excelente. “Foi uma ação aprovada pelos clientes, ainda mais por ser em mais dias. Foi gratificante e o movimento foi ótimo”, aponta.

Para ela, o fato de o cliente poder escolher as peças de forma mais tranquila, em um ambiente maior e mais arejado, além de poder provar as peças, fez muita diferença.

“Acredito que vendemos uma quantidade maior do em 2019. É claro que agora são cinco dias, e no ano passado era apenas um, mas movimentou bastante e as vendas cresceram muito”, completa.

Semana excelente

Segundo a gerente da Surek Calçados, Sinara Lenz, foi uma semana excelente. “Em relação aos outros anos, sentimos que na loja foi melhor, porque conseguimos atender nossos clientes com mais calma, com qualidade. Também pudemos expor uma quantidade muito maior de produtos e consequentemente vencemos muito mais”, declara.

Para Sinara, a ideia que o Conselho da Mulher Empresária (CME) teve em adequar a feira para que acontecessem nas lojas foi ótima, pois é uma ação que movimentou o comércio. “Apenas no 1º dia deste ano, vendemos mais que o dobro da última feira”, afirma.

O dono da loja Criativa, Marcio Kruger, afirma que o movimento foi muito melhor do que o esperado, “Em relação as feiras anteriores houve um aumento significativo no volume de vendas, pois na loja o cliente tem condição de provar mercadoria, mais comodidade, mais opções. Eles vem comprar uma peça da feira e acabam levando outras”, revela.

Foi sensacional

A empresária Leniza Detoni Rodrigues, da Arte Estofados, também era só alegria e cansaço, por uma semana agitada de vendas. “Foi muita corrida, porém sensacional”, resume.

Na visão dela, o cliente que ia até a loja só para comprar uma almofada, acabou levando também um sofa, uma poltrona. “Estamos aumentando nossa carteira de cleintes”, complementa.

Apesar de toda a movimentação, ela que também faz parte do Conselho da Mulher Empresária, afirma que gosta do movimento e agitação da feira. “Porém, não conseguimos fazer o atendimento que a gente consegue fazer na loja. Aqui, aquele cliente que já era cliente também acaba aderindo à feira e isso está sendo muito bom”, enaltece.

Lenita inclusive conta que recebeu muitos feedbacks positivos de clientes, com relação ao novo formato e a ação do CME.