Professora Eronice Ribeiro Leandro recebe prêmio de educação infantil

O projeto intitulado “Eu amo os meus avós”, da professora Eronice Ribeiro Leandro, em parceria com a rádio Campo Aberto

O projeto intitulado “Eu amo os meus avós”, da professora Eronice Ribeiro Leandro, em parceria com a rádio Campo Aberto FM, que foi realizado no ano passado, participou do concurso de educação infantil “Boas práticas de professores durante a pandemia”, organizado pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal.

O concurso premiou as 100 primeiras práticas em todo Brasil e o projeto da professora ficou entre os cinco melhores colocados do estado do Paraná, inclusive recebendo uma premiação de R$1 mil.

Em entrevista, a professora comentou sobre todo o processo de seleção até a premiação. “No novembro de 2020 a fundação com o apoio da Itaú social e a A União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), lançou o prêmio, com o objetivo de valorizar os profissionais de Educação Infantil e evidenciar as boas práticas que estão sendo trabalhadas com as crianças e suas famílias no contexto de pandemia”.

Segundo ela o concurso previa que 100 professores de educação infantil seriam premiados. A primeira fase aconteceu no mês de novembro com as inscrições e os relatos das práticas. Depois a segunda fase onde ela precisou preencher um formulário completo e anexar os documentos necessários. Nesta segunda fase ela pode escolher uma prática que era o projeto dos avós e ficou no aguardo do resultado.

Foi trabalhado um caderno de receitas, com os avós com as receitas preferidas das crianças e então mandaram para a professora fotos e vídeos da preparação dos pratos.

Resultado

O resultado saiu no dia 31 de março. “Fiquei muito feliz em ser uma das contempladas. No Paraná fomos cinco premiadas. É um prêmio de nível nacional, demorou três meses para sair o resultado, foi avaliado por especialistas de educação. Estou muito contente com o resultado alcançado, um reconhecimento muito bem-vindo”, afirma a Professora Eronice.

Ela agradece seus parceiros que todos os anos estão ajudando de alguma forma, a rádio Campo Aberto, e suas amigas professoras que mandaram relatos e depoimentos de suas práticas, as famílias que também ajudaram e aos patrocinadores do projeto que estão sempre contribuindo com brindes.

Segundo ela ano passado foi recebido vários brindes para sorteio. “Pois devido a pandemia fomos impossibilitados de nos encontrar-nos com os avós, então foi tudo pela rádio”.

O projeto foi de grande alegria para a professora. “Foi um projeto muito lindo que fizemos no ano passado, mas este ano faremos melhor, pois cada vez mais aprimoramos, então julho certamente teremos o projeto dos avós novamente. Já estou ansiosa para a próxima edição”, finaliza ela.