Série será gravada em Laranjeiras do Sul e Virmond

Produzida pelo cineasta Nilson Seizo Kobayashi e dirigida pela atriz Tatyana Dantas, a produção promete ser uma obra-prima

Laranjeiras do sul e região serão cenários de uma série produzida pelo cineasta Nilson Seizo Kobayashi. Empresário da área de saneamento ambiental, ele é formado em administração de empresas e pós-graduado em finanças.

Nilson conta que sempre teve pendão artístico. “Hoje além de empresário sou artista plástico e faço exposições no Brasil e no exterior, com minhas obras estilo abstrato zen, estilo próprio. Amo cinema, tenho alguns textos meus que eu queria roteirizar para o cinema, então comecei a me envolver com roteiros”, diz Nilson.

Segundo o empresário, a oportunidade surgiu com a NHK World Japão, a maior rede de televisão do Japão, que decidiu fazer um documentário no Brasil sobre o carnaval e pediram a ajuda do empresário. “Fui praticamente o co-roteirista do documentário e ajudei na produção. O capital japonês é fortíssimo, então na parte de produção não houve problema de dinheiro, comecei a levar informações que eles não tinham”.

Na sequência Nilson conheceu um cineasta paulista que estava produzindo uma trilogia chamada ‘Aya’ e precisava de contatos. “Comecei na área de produção financeira, angariando patrocinadores para o filme e me envolvi na produção. Terminei minha parte e fui cuidar da minha empresa, então resolvi ser produtor independente. Quero fazer uma obra-prima, quando entro em algum esquema é para fazer coisas bonitas”, explica o cineasta.

Porque Laranjeiras

Kobayashi conta que depois de conhecer a cidade de Laranjeiras do Sul tomou a decisão sobre o local da gravação. “A convite da família da laranjeirense Enoi Muzzolon, conheci Laranjeiras e fiquei hospedado em uma chácara, então aí deu um estalo: tenho um projeto do filme há 10 anos, o ‘Ebrio Zen’. Filme que nunca tive tempo para rodar, mas que eu precisava colocá-lo em prática”.

Conforme Nilson, o projeto inicialmente era um curta-metragem, mas com o tempo se tornou uma série.

“Antes do Ébrio Zen, havia um outro filme em São Paulo chamado ‘Caos’, que já estava em andamento e os roteiristas do filme sugeriram que transformasse o filme em uma série entre cinco e sete episódios. Então pensei em colocar ‘Ébrio Zen’ como segundo episódio da série, o título mudou e irá se chamar ‘Caos – O andarilho’, revela o produtor.

Roteiro e direção

O roteirista da série, Paulo Leitier, que é curitibano, será também o ator principal e diretor de elenco. “Ele está em São Paulo e gostou da ideia, farei adequação do roteiro desse segundo episódio”, conta Nilson.

Tatyana Dantas, que vai dirigir o segundo episódio da série ‘Caos’ em Laranjeiras do Sul, estará na região nos próximos dias, para conhecer e acertar detalhes. As cenas serão gravadas em vários locais: rodoviária, ponte do rio Tapera, Virmond, Rio bonito entre outros.

A série dará oportunidade para atores locais atuarem na produção. Tatyana, que é professora de teatro e cinema se propôs fazer uma oficina e ensinar técnicas.

A história

A série terá como tema a Covid-19, lockdown e desapego. “O personagem principal é obrigado a tomar uma decisão. Ele era um empresário que fecha as portas do comércio e demite muitos funcionários. O então empresário diz a si mesmo e a todos a sua volta, que não precisa e não quer mais passar por isso e resolve se tornar um andarilho”.

Segundo Kobayashi, esse empresário que torna-se andarilho, vai até o terminal rodoviário e compra uma passagem para um lugar escolhido aleatoriamente, depois de uma longa viagem quando desce do ônibus ele descobre que está em uma pequena cidade do centro-sul paranaense, chamada Laranjeiras do Sul.

Um dos principais lugares onde serão gravadas cenas, será a regionalmente conhecida, cachoeira do Tapera, divisa entre Laranjeiras do Sul e Virmond.