Volta às aulas: alunos e pais falam da expectativa

Após mudança drástica no cotidiano dos alunos em 2020, o novo ano é aguardado para a retomada das atividades presenciais, que é incerta

A pandemia de covid-19 transformou o cotidiano em 2020. Grande parte das atividades foi transposta para o ambiente virtual, inclusive as educacionais. Estudantes, de um dia para o outro, tiveram as aulas presenciais substituídas por atividades remotas, com o uso da tecnologia da comunicação ou não.

Educadores se reinventaram para garantir que fosse mantido o processo de ensino-aprendizagem e que as escolas conseguissem chegar aos alunos. Estudantes e professores tiveram que lidar com inúmeras dificuldades envolvendo o uso da tecnologia, equipamentos e a conectividade.

Com todas essas mudanças que ocorreram no ano passado os estudantes Laranjeirenses tiveram que se adaptar e fazer o possível para acompanhar as atividades.

“No começo tivemos somente atividades, mas depois começaram as aulas on-line e foi muito diferente das presenciais. Não consegui ter um bom proveito, porque mesmo os professores estando ali para nos ensinar e dar apoio, fica complicado se concentrar nas aulas e aprender algo’’, afirma a estudante Maria Eduarda Byczkovski.

Além das mudanças, alguns alunos não tinham internet ou qualidade no sinal para desenvolverem as atividades. “Foi muito ruim, tive dificuldade de aprender muita coisa. Sem contar que a internet na minha casa caía e tinha que assistir as aulas no próximo dia, o que fez com que eu acumulasse muitas aulas’’, conta Alice Tainá Resnauer da Silva Dias.

Para os pais

“No ano passado foi um desafio conciliar rotinas de trabalho com as atividades dos alunos, mas estamos conscientes de que o vírus só não se espalhou ainda mais entre eles devido ao fato de estarem seguros em casa. Com o retorno das aulas presenciais nos preocupamos. Pois acompanhando os noticiários locais vemos que os casos de infecção entre crianças e adolescentes na nossa região vem aumentando’’, afirma o pai Edenilson Savi.

Para Iraides Elauterio, as aulas à distância foram difíceis para todos, mas se preocupa com a segurança dos filhos. “Avaliamos que ainda não seria o momento apropriado de volta às aulas presenciais enquanto não tiverem medidas de seguranças efetivas de combate ao covid-19 nas escolas e seja priorizada a vacinação em estudantes e profissionais da Educação’’.

Expectativa

Bruna acredita que o ensino é de qualidade, mas que é mais aproveitado quando está em sala de aula com os professores e alunos. ”A nossa interação com o professor e com as outras pessoas ao redor é importante para conseguirmos viver em sociedade. Muitas pessoas não davam valor a isso, mas agora acredito que olham e vejam como a escola faz falta, até para nossa saúde mental, espero que as aulas presenciais voltem esse ano ainda’’.

Para Maria Eduarda, a expectativa também é grande para o retorno às aulas. “Espero que esse ano com a volta do presencial, os professores entendam as dificuldades e consigam dar mais atenção para os alunos e nos ajudar mais com dúvidas dos conteúdos anteriores”.