CBF confirma que Guerrero testou positivo no antidoping em duelo contra a Argentina

Esporte

Entidade ratifica informação de que atacante do Flamengo foi flagrado em exame após confronto nas eliminatórias. Clube carioca e assessoria do jogador ainda não se manifestam

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Divulgação
Divulgação

A seleção peruana pode ter um grave problema para a repescagem mundial contra a Nova Zelândia, nas próximas semanas. O presidente da Comissão de Controle de Doping da CBF, Fernando Solera, confirmou ao SporTV a informação antecipada pela ESPN da Argentina: o atacante Paolo Guerrero foi flagrado no exame antidoping realizado após o confronto entre Peru e Argentina, no dia 5 de outubro.

O Flamengo afirma ainda não ter sido notificado oficialmente, mas Solera disse ter tomado conhecimento da informação através da comissão médica do clube.

O que existe no momento é um resultado analítico adverso (RAA) para uma susbtância S6 estimulante, estimulantes que estão na categoria S6. Pode vir de uma medicação utilizada, e aí não é um resultado positivo.

Caiu por terra essa história de enviar a lista do que é administrado. O que está na lista da WADA não pode ser administrado, só se o jogador tem uma justificativa médica. Precisa de uma robusta documentação - disse o dirigente ao SporTV.

A informação veio à tona através de um jornalista do canal argentino, que apontou que a Federação Peruana de Futebol (FPF) foi notificada sobre a questão nesta sexta-feira.

O também argentino "Tyc Sports" afirmou, por sua vez, que um jogador da seleção peruana testou positivamente no exame, sem revelar o nome do atleta. Guerrero realizou o teste na ocasião, assim como Edinson Flores.

O protocolo de exames antidoping dá direito à contraprova antes da aplicação oficial de uma punição por parte da Fifa. Porém, a participação de Guerrero nos confrontos contra a Nova Zelândia, nos dias 11 e 16 de novembro (0h30, de Brasília), fica em aberto por conta do caso - pode haver uma punição preventiva.

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter