Saúde

Janeiro branco: o mês para cuidar da saúde mental

A campanha foi inspirada no “Outubro Rosa”, e surgiu em 2014, com intuito de proteção a saúde mental
Apesar de pouco falado, o primeiro mês do ano é dedicado à conscientização dos cuidados com a saúde mental, quebrando tabus e mostrando a importância de estar em dia com o cérebro. O Janeiro Branco é uma campanha em prol da construção da cultura de Saúde Mental da humanidade. O intuito é transformá-la em uma ação global sensibilizando a sociedade do quanto é importante cuidar da mente, chamando a atenção de todos para a importância e valorização da Saúde Mental. Foi inspirado no “Outubro Rosa”, e surgiu em 2014 por psicólogos de Uberlândia, Minas Gerais. O objetivo da campanha é a conscientização da promoção e proteção da Saúde Mental. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nos últimos anos as doenças mentais tiveram um aumento considerável, e esse resultado é motivo de grande preocupação entre os profissionais da saúde. Campanha A campanha convida a todos a refletirem sobre as formas, ações, estratégias e temas, que onde há saúde mental, há possibilidades, oportunidades, horizontes e perspectivas para todos de maneira capaz a estimular e inspirar. Segundo a psicóloga do CRAS, AdrieleMalherbiBortoluzzi, o nome Janeiro Branco foi inspirado no simbolismo da virada de ano, um momento que nos leva a planejamentos, realizações, busca de sonhos, novas propostas, reorganização dos planos de renovação das forças, utilizando a cor branca que possibilita qualquer ideia, criação, realização, ousadia, novos inícios e reinícios, uma folha em branco, onde qualquer história pode ser escrita ou reescrita. “Apesar da campanha ter nascido através de psicólogos (as) contamos com a contribuição de todas as áreas de conhecimento humano para enriquecer, ampliar e promover a conscientização a respeito de todas as temáticas relacionadas ao universo da Saúde Mental. Que essa campanha e o início de ano possam contribuir o fortalecimento e a disseminação de uma “cultura de Saúde Mental”, que sirvam de motivação, de inspiração para que todos possam mudar, efetuando um planejamento, de forma que se sintam mais saudáveis, em termos emocionais, sentimentais e físicos”, comentou a psicóloga. Importância Conforme ela, a conscientização se faz imprescindível uma vez que os cuidados com a saúde mental ainda são alvo de preconceito. “Atualmente, vivemos em um período em que hipervalorizamos as aparências. Buscamos aparentar que estamos sempre bem, e buscar ajuda profissional poderia ser um sinal de fraqueza. Além disso, o pouco conhecimento sobre o que é e para que serve a psicologia, apenas aumenta este preconceito. Cuidar da saúde mental é autoconhecimento, é evitar doenças e criar estratégias de como lidar com as diversas situações da vida”, concluiu Adriele.