Distúrbios alimentares: quando a relação com a comida se torna um problema

Qualquer um desses distúrbios prejudicam a qualidade de vida dos jovens

Principalmente na adolescência é comum que os jovens estejam insatisfeitos com o seu próprio corpo. E é nesse período que os distúrbios alimentares podem surgir junto com as inúmeras transformações corporais e psíquicas. Mas o que são distúrbios alimentares? São as situações em que a relação de uma pessoa com a comida torna-se problemática a ponto de colocar sua saúde, e até sua vida, em risco. Os mais comuns são a anorexia, a bulimia e a obesidade. Todos indicam um profundo mal-estar da pessoa com seu corpo e com sua vida.

Certamente, quando isso acontece, é porque algo no desenvolvimento, na vida, nas relações com a família, com o namorado ou amigos não está indo bem. Muitas vezes a própria pessoa que está doente não percebe, não acha que tem algo errado, não se dá conta do que está acontecendo. Por isso, é fundamental que os amigos, familiares ou responsáveis tomem alguma atitude quando perceberem que algo não vai bem. O que fazer? Ir ao posto de saúde mais próximo e fazer uma consulta com um médico e um psicólogo que, juntos, vão poder te ajudar.

Anorexia

É quando a pessoa se recusa ativamente a comer e, aos poucos, perde completamente a sensação de fome. O anoréxico é, então, obcecado por seu peso e por seu corpo que está em transformação. Ele se alimenta cada vez menos, perde a noção de seus contornos corporais e, mesmo estando muito magro, continua achando que precisa emagrecer mais. Com isso, além de perder peso e modificar o formato do próprio corpo, ele desenvolve sérios problemas de saúde. Há muitos casos de morte por anorexia. Algumas pessoas desenvolvem junto com a anorexia um distúrbio que se chama bulimia.

Bulimia

Consiste em ingerir muito rapidamente quantidades exageradas de alimento. É um comportamento excessivo que não corresponde nem à fome, nem à gula. Essas crises provocam um grande mal-estar físico e, em seguida, a maior parte dos bulímicos provoca o vômito, ingere laxantes, ou outras formas de compensar o excesso de calorias ingerido. Nesses momentos, eles experimentam um forte sentimento de culpa, vergonha e desprezo por si mesmos.

Obesidade

É quando uma pessoa ultrapassa em 20% a faixa de peso considerada “normal” para sua idade e altura. A obesidade pode incluir uma tendência familiar, mas está relacionada necessariamente a maus hábitos alimentares e à falta de exercícios físicos. Ela é cada vez mais um problema de saúde pública. A obesidade pode gerar não somente um profundo mal-estar com o próprio corpo, mas também problemas cardíacos, diabetes, hipertensão, entre outros.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail