Espigão Alto: programa ‘Celebrar a Vida’ acolhe gestantes e oferece atendimento especializado

Encontros acontecem no Centro da Juventude; profissionais atuam do início da gestação até a criança completar um ano de idade

Desenvolvido pela secretaria de Saúde e com a participação ativa da equipe multidisciplinar do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e do CRAS, o programa ‘Celebrar a Vida’ atende continuamente e de forma diferenciada as gestantes de Espigão Alto do Iguaçu. Os encontros acontecem no Centro da Juventude ao lado do Centro Municipal de Saúde.

Segundo o secretário de Saúde Jocemar Mendes de Jesus, as gestantes do município estavam carentes de atenção e cuidado. “Graças as nossas equipes conseguimos oferecer um atendimento com mais qualidade”, diz Jocemar. “Cuidando desde o início da gestação até a criança completar um ano de idade”, ressalta.

Jocemar relata que o programa era um sonho da gestão atual. Por conta da pandemia de Covid-19, somente neste ano foi possível implantar o ‘Celebrar a Vida’, iniciativa criada em abril de 2022. “Os encontros são mensais”, conta o secretário. “Neles são abordados diversos temas relevantes para as gestantes, para completar os atendimentos de rotina como: atendimento médico, odontológico, enfermagem, vacinação, prioridade no agendamento de exames laboratoriais e de imagem”, enfatiza.

De acordo com Jocemar, o programa também oferta consultas na área de psicologia, nutrição, atendimento especial na Academia da Saúde, fisioterapia e acesso facilitado aos serviços prestados no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Temas

O programa já abordou, anteriormente, os seguintes temas: ‘Doação de Leite Materno’, ‘Primeiros Cuidados com o Recém-Nascido e a Mãezinha’, ‘Importância da Atividade Física na Gestação’ e atividades de ‘Pilates Gestacional’, oferecido gratuitamente. “Nosso município está implantando um posto de coleta de leite materno”, destaca Jocemar. “Somos pioneiros em doação de leite na região”.

Para completar o atendimento, no sétimo mês de gestação, as futuras mães recebem um book de fotos para guardar os registros desse momento tão especial em suas vidas.

Mães indígenas

Jocemar destaca a presença e participação das gestantes indígenas da Aldeia Pinhal. “Estão somando ao nosso grupo”, conta. “É lindo ver os encontros, pois há uma troca de experiências entre gestantes e profissionais. Dessa forma nos tornamos uma só família, um apoiando o outro”.

Como diz o secretário, cuidar da vida em todas as suas dimensões é a missão da secretaria. “Trazemos mais saúde e qualidade de vida para todos, em especial às gestantes do município. O trabalho está só começando, tem muita coisa boa para acontecer ainda nesta gestão”.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail