Projeto “Viver com Saúde” atende pessoas com hipertensão e diabetes em Cantagalo

O evento vai contar com a realização de exames e atendimento médico, além de orientar sobre a importância da atividade física e contra os maus hábitos

Acontece hoje (20) o evento do projeto “Viver com Saúde”, na rodoviária municipal de Cantagalo.

A temática principal do evento coordenado pela secretaria municipal de Saúde é trabalhar com a prevenção de doenças não transmissíveis, como a hipertensão arterial e o diabetes.

O “Viver com Saúde” começou às 9 horas desta sexta-feira, com previsão para terminar ao meio dia e contará com uma estrutura de atendimento com profissionais de vários segmentos da Secretaria de Saúde. O atendimento vai priorizar a verificação de pressão arterial, aferição de glicemia capilar, verificação de peso, estatura e IMC. Os casos com alteração dos níveis pressóricos e glicêmicos receberão atendimento médico. Haverá também uma orientação ao combate do tabagismo e sobre a importância da atividade física.

O evento vai abranger todos os distritos de Cantagalo. Por isso, a secretaria de Saúde lembra que não é necessário o deslocamento dos moradores dos demais distritos.

O “Viver com Saúde” acontecerá também no dia 2 de junho em Floresta, no dia 9 de junho em Boa Sorte, no dia 15 de junho em Euclidelândia e no dia 23 de junho em São Sebastião do Paraíba.

Até o fim de 2022, o projeto vai realizar cinco eventos temáticos, percorrendo todos os distritos do município.

Exames devem ser observados

É muito importante conferir a pressão arterial para identificar fatores de risco, que desenvolvem doenças cardiovasculares. É essencial fazer os exames o mais rápido possível para poder tratar da doença.

O diagnóstico de hipertensão deve ser realizado por um médico, a partir de uma série de exames que devem ser feitos todos os anos ou de acordo com a frequência solicitada pelo profissional de saúde. Os exames são: coleta de urina; glicemia de jejum (através do sangue); sódio e potássio (sangue); creatinina (sangue); colesterol total, HDL e triglicerídeos (sangue); hemograma (sangue); eletrocardiograma de repouso.

Outro fator importante para o diagnóstico de hipertensão é o histórico familiar, já que 90% dos casos são hereditários. Também deve ser levado em consideração a obesidade, consumo excessivo de álcool, colesterol alto, sedentarismo, tabagismo, uso de anticoncepcionais orais e ser afrodescendente.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail