Ação Militar russa gera apreensão nos portos do Paraná por conta de fertilizantes

Os navios que trarão fertilizantes ao Brasil terão de fazer escala em portos da Rússia para carregamento

A guerra entre a Rússia e a Ucrânia gera preocupações em todo o mundo, principalmente na atividade portuária e comércio exterior, que são as áreas mais afetadas pelo conflito. Por conta disso, a administração portuária paranaense acompanha com atenção esse momento.
Apesar de recente, para obter informações dos impactos diretos e indiretos desse confronto, a preocupação com o segmento da produção de grãos e fertilizantes para importação é realidade, pois dos quase 11,5 milhões de toneladas importadas, 20% são oriundos da Rússia.

Segmento

Tanto a Rússia, quanto seu país vizinho, Bielorússia, são grandes produtores de fertilizantes, principalmente o cloreto de potássio. A apreensão é relacionada aos problemas logísticos para o escoamento desses produtos, pois a invasão da Russia à Ucrânia complica ainda mais a situação da Bielorrússia.

Uma alternativa para o mercado brasileiro, na importação destes produtos, seria o Canadá, visto que é também um grande produtor e exportador do cloreto. A falta de fertilizantes no Brasil designará o aumento de preço, e esse será um dos principais efeitos do conflitos, assim como o impacto na agricultura e o consumo final no país.

Escalas
Os portos do Paraná dificilmente recebem navios com bandeiras dos países em conflito. A possibilidade de impacto negativo seria a dificuldade, alto risco e aumento do valor dos fretes para navios que, a partir de agora, vão escalar em portos da Rússia para carregamento de fertilizantes.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail