Responsivo

Apae: Nova Laranjeiras deve inaugurar escola especial em novembro, com presença do governador

O valor investido na obra é de quase R$ 2 milhões, sendo R$ 1,5 milhão do Estado e o restante, uma contrapartida do município

Em parceria do Estado com a prefeitura, Nova Laranjeiras será a primeira cidade do Paraná a inaugurar uma escola de Educação Especial, a partir de um novo modelo. Iniciativa do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), o objetivo é criar uma referência estrutural para atender a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Conforme o prefeito Fábio Roberto dos Santos (PSDB), Nova Laranjeiras teve seu projeto escolhido e o município está executando a obra.

“Nossos engenheiros estão de parabéns. Apresentamos o projeto ao governo, que bateu o martelo e aprovou a construção. Hoje, as obras já ultrapassaram 70% de execução”, afirma o prefeito Fábio.

O valor investido na obra é de quase R$ 2 milhões, sendo R$ 1,5 milhão do Estado e o restante, uma contrapartida do município. A inauguração está prevista para novembro e o segundo o prefeito, o projeto é tratado com muito carinho pela primeira dama Luciana Massa e pelo governador Ratinho. “Ele disse que fará um esforço para vir inaugurar”, contou o prefeito Fábio.

Nova sede

Conforme o prefeito, a ideia foi apresentar o projeto ao Governo Estadual, com o apoio do deputado estadual Pedro Bazana, que ajudou a concretizá-lo. “Ele adotou a causa conosco. Nossa expectativa é que até novembro, mais de 60 alunos possam usufruir da nova sede”, diz Fábio.
Conforme dados da Agência Estadual de Notícias, 90% dos estudantes da Apae residem em áreas rurais, metade deles são indígenas da Aldeia Rio das Cobras. Além das aulas, a associação presta atendimentos de fisioterapia, terapia ocupacional, psicologia, fonoaudiologia, assistência social e educação física.

Segundo Fábio, o Estado cedeu um terreno de cinco mil metros quadrados, que anteriormente abrigava uma escola abandonada, substituída pelo novo Colégio Rui Barbosa. “Obtivemos o terreno como primeiro passo desse processo. Ao final, a escola terá uma área total de 787 metros quadrados e ficará localizada próxima à BR-277, e ao ginásio de esportes do município”, explica o prefeito.

Qualidade

O projeto arquitetônico foi elaborado para garantir o conforto e segurança das pessoas com deficiência (PCDs) em suas dependências. Entre os itens obrigatórios, estão rampas de acesso com corrimões, barras de apoio nos banheiros e vestiários, pisos táteis para cegos e portas maiores, que permitem a circulação em cadeiras de roda. “É uma obra muito importante, de quase R$ 2 milhões, que dará mais conforto e tranquilidade aos alunos da Apae e toda a equipe que se dedica diariamente para atendê-los. A ação demonstra a sensibilidade do Governo do Estado e também é um motivo de orgulho da nossa equipe de engenharia, cujo projeto construtivo servirá de modelo para as demais cidades do Paraná. Já ficamos sabendo que outras sete cidades estão usando o nosso modelo de projeto”, finaliza o prefeito.