Campanha do Agasalho começou nesta semana em Marquinho

Com o tema “Nesse inverno o melhor sentimento de amor é aquecer quem precisa”, o intuito é arrecadar e doar para pessoas que estão em vulnerabilidade social

Na segunda (17) começou a Campanha do Agasalho 2022, em Marquinho, com o tema “Nesse inverno o melhor sentimento de amor é aquecer quem precisa”. Uma ação extremamente importante que ajuda inúmeras pessoas em situação de vulnerabilidade a ter uma roupa  que possa aquecer durante o inverno rigoroso. As arrecadações para a campanha vão até o dia 31 de agosto. Para participar basta levar as doações nos pontos de arrecadação, nos órgãos públicos do município.

A primeira-dama e secretária de Assistência Social de Marquinho, Tisiane Varela, conta que a campanha do agasalho já havia sido desenvolvida no ano passado. Conforme ela, o intuito é arrecadar e doar para as pessoas que estão em vulnerabilidade social, e precisam de auxílio do poder público. “Como não conseguimos atender toda a demanda do município, pedimos essas arrecadações da população, que é sempre muito solidária”.

Preparo no atendimento

Mesmo a campanha tendo iniciado a apenas dois dias, a secretária diz que já foram arrecadadas muitas peças de roupas. “As pessoas têm trazido até a secretaria de Assistência Social, mas também podem levar nos órgãos públicos, que fazem parte da campanha”.

Tisiane explica que as doações são distribuídas para quem precisa, pois muitas famílias necessitadas procuram a assistência social. “Nós temos que proporcionar dignidade para as pessoas, para que possam passar um inverno sem passar frio, com cuidado e atenção”.

Atenção às crianças

Com relação às crianças, o cuidado do município é redobrado. A primeira-dama afirma que ainda nesse mês será lançada a campanha ‘Criança Vestida com Amor’, que também foi trabalhada no ano passado. Em 2022 a campanha aumentou e está fazendo ainda mais conjuntos de roupas para doação.

“Nessa campanha são confeccionados conjuntos de soft para as crianças. Esse ano tivemos como parceiro a Dalba e o Sicredi, que doaram tecidos. Nós distribuímos para as famílias com crianças carentes de até 10 anos, que participam de algum programa social, Auxílio Brasil e tenham o Cadastro Único”.

Tisiane ressalta que é necessário cuidar das pessoas que precisam, como cuida-se dos próprios filhos. “Tudo o que eu quero proporcionar para os meus filhos, para a minha família, eu quero proporcionar para a população de Marquinho. E isso não depende só do poder público, mas de todos”.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail