CNPq identifica problema e vai retomar funcionamento de plataformas

Desde sábado, a plataforma Lattes está inacessível. A informação oficial é de que o servidor da entidade queimou, mas que o problema já foi identificado

Desde sábado (24), a plataforma Lattes está inacessível. Estão fora do ar diversas plataformas de dados acadêmicos vinculadas ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Tecnológico e Científico (Cnpq), um dos principais órgãos de pesquisa do país. A informação oficial é de que o servidor do Cnpq queimou, mas que o problema já foi identificado nesta terça-feira (27).

O CNPq informou que à entidade, em parceria com empresas contratadas, está realizando os procedimentos para a reparação foram iniciados. De acordo com publicação feita no Twitter, a intenção é que as plataformas voltem a funcionar “com a maior brevidade possível”.

O CNPq, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), comunicou no sábado (24) que os sistemas ligados à entidade estavam fora do ar. Entre elas, as Plataformas Lattes, que abrigam o Currículo Lattes, o Diretório de Grupos de Pesquisa, o Diretório de Instituições e Extrator Lattes e a Plataforma Integrada Carlos Chagas Carlos.

Assunto mais comentados do Twitter

A queda dos sistemas causou preocupação principalmente entre pesquisadores brasileiros e estrangeiros, uma vez que a Plataforma Lattes é uma das principais bases de dados e referência da produção acadêmica do Brasil, reunindo currículos e grupos de pesquisa, entre outros. O assunto chegou aos mais comentados do Twitter no Brasil.

Em informe publicado na rede social, o CNPq garante que existem backups (cópias de segurança) dos conteúdos e que não há perda de dados da Plataforma Lattes. “O CNPq já dispõe de novos equipamentos de TI [Tecnologia da Informação], e a migração dos dados foi iniciada antes do ocorrido.”

O CNPq acrescenta que o pagamento das bolsas de estudos implementadas não será afetado. “Todos os prazos de ações relacionadas ao fomento do CNPq, incluindo a Prestação de Contas, estão suspensos e, de ofício, serão prorrogados.”

Por conta da indisponibilidade, os comunicados oficiais do CNPq são feitos exclusivamente por meio dos canais oficiais na internet: site e redes sociais. A entidade orienta que, em caso de dúvidas, o contato deve ser feito pela Central de Atendimento pelo telefone (61) 3211-4000 ou pelo e-mail [email protected]