Educação do Paraná avança para garantir melhores condições de ensino-aprendizagem

As melhorias estão sendo feitas em diversas áreas, para manter o ambiente escolar sempre em transformação, a fim de que o ensino possa evoluir constantemente

A educação pública do Paraná vem apresentando um massivo cuidado com os jovens estudantes através de condições cada vez melhores para a criação de um ambiente seguro e adequado para o bom desenvolvimento do aprendizado. A constante melhoria na infraestrutura, na merenda reforçada, nos investimentos com transporte coloca a educação paranaense em destaque.

O cotidiano das famílias foi profundamente afetado pelas questões globais e pelos efeitos advindos da pandemia. E com isso o governo estadual faz o possível para garantir que os jovens permaneçam na escola.

De 2019 a 2021, o Programa Estadual do Transporte Escolar em parceria com os municípios, repassou R$ 283 milhões aos 399 municípios para que os atendimentos continuassem sendo oferecidos em sua totalidade, para mais de 200 mil alunos de zonas rurais e urbanas.

Os investimentos vão chegar a R$ 200 milhões, por conta da retomada do ensino presencial. E vão contar com frota nova. No primeiro semestre 144 ônibus foram entregues a 121 municípios com recursos de emendas parlamentares através do Fundo Nacional de Desenvolvimento Educacional (FNDE).

A secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) se preocupou também com a merenda escolar, pois visando uma melhor aprendizagem é necessário que todas as ações estruturais estejam em constante fortalecimento. Como prova disso, foi anunciado no início do mês a ampliação do programa Mais Merenda, que vai garantir três refeições em cada turno, com o acréscimo de um lanche na entrada e outro na saída, além da merenda do intervalo.

“Este é o maior programa do País de segurança alimentar nas escolas. As crianças e os adolescentes entram na escola e se alimentam, comem no recreio e, antes de ir embora, se alimentam de novo, para ir com a barriga cheia para casa”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Como disse o secretário da Educação e do Esporte Renato Feder, alguns alunos chegam na escola com fome e para prestar atenção nas aulas é preciso estar bem alimentado. “Agora, com as três refeições, a segurança alimentar está garantida para o aprendizado acontecer muito melhor”, completou.

Até o fim de 2022 o estado vai investir R$ 40 milhões, com aumento no repasse de produtos da merenda por meio do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), assim como vai destinar um recurso para as escolas, que vão garantir a compra dos alimentos, o que fortalecerá também o comércio local.

Ambiente seguro

Para que o ambiente escolar permaneça em segurança a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil em parceria com o Programa Brigadas Escolares promove simulações com alunos e alunas para a prevenção e cuidado durante situações de risco, como por exemplo em caso de acidente ou incêndio, em que os alunos devem abandonar as edificações de forma segura e ordenada.

Por decreto do governador Ratinho Junior, em dezembro do ano passado o programa foi estendido às instituições municipais. Nesse cenário, mais de 90% das escolas estaduais já estão certificados ou estão em processo de certificação no programa.

Outro recurso oferecido para ampliar o bem estar do ambiente escolar é a parceria da Polícia Militar através do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC). Quando solicitado, vai em todos os colégios. Há também o Escola Segura que conta com 150 policiais da reserva que trabalham em mais de 100 instituições em nove cidades da Região Metropolitana de Curitiba (RMC), Londrina e Foz do Iguaçu.

Investimento em infraestrutura

A inovação, atualização e reparos também vem acontecendo nos colégios estaduais. O Fundepar concluiu 218 obras em 2019, que estavam em andamento. Mesmo com a pandemia, o trabalho continuou, com investimento superior a R$ 40 milhões em 2020. Com as ampliações, reformas e construções, o valor de investimento chegou, no ano passado a R$ 52,5 milhões, contando 116 concluintes e 108 novas contratações.

Neste ano estão sendo feitas sete obras dos Centros Estaduais de Educação Profissional (CEEPs). A comunidade escolar de Diamante do Norte já recebeu a o seu. No segundo semestre deve ser entregue o de Campo Largo.

A fim de melhorar o conforto aos professores e alunos dentro das instituições de ensino, novos equipamentos estão sendo adquiridos para ampliar a modernização do ensino público. Foi realizado em 2020 a compra de 3,3 mil climatizadores. Também foram adquiridos novos computadores e desde o ano passado foi feita a instalação de rede wi-fi em salas de aula.

Em 2021 cerca de R$ 61 milhões foram investidos em 100 mil itens, incluindo conjuntos escolares como mesas e carteiras, eletrodomésticos, utensílios de cozinha e computadores.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail