Gabriela Mistral receberá quase R$ 500 mil em investimentos

Liberação da ordem de serviço para início da obra de cobertura da quadra de esportes

Após ocorrer a licitação no dia 27 de janeiro deste ano, para a cobertura da quadra do Colégio Estadual Gabriela Mistral, de Porto Barreiro, no dia 23 de setembro houve a liberação da ordem de serviço para início das obras.
A assinatura da ata de partida ocorrerá no dia 15 de outubro e a empresa Primordial Construção, que foi a vencedora do processo e arrematou a obra pelo valor de r$ 477.409,54 poderá iniciar os trabalhos a partir de 23 de outubro.
O processo de licitação tramita desde o ano passado no Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar). 

O projeto

O projeto ganhou agilidade depois que a prefeitura de Porto Barreiro, colocou sua equipe de engenheiros à frente do projeto , trabalhando junto com Sérgio Soto, engenheiro responsável do Fundepar, para que tudo estivesse dentro dos moldes da instituição.
Quase meio milhão de reais que serão investidos para a concretização de um projeto tão almejado tanto pela escola, como pela comunidade de maneira geral. A escola esperava há mais de três anos pela conclusão da quadra.
Para a chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE), Adriana S. de Almeida, é um sonho tornando-se realidade. “O Gabriela Mistral aguardava há muito tempo para que a cobertura de sua quadra saísse do papel e nesta semana recebemos a notícia de que já poderemos realizar a ata de partida para que a empresa comece os trabalhos. É uma satisfação muito grande participar de um momento tão importante como este”, conta.

Importância
O diretor da instituição, Rainer Elmar Back, conta como essa obra é importante para os alunos e professores da escola.
“A cobertura da quadra, é há muito tempo almejada pela comunidade escolar. A instituição não tem um lugar adequado para as aulas de educação física, uma cobertura que proteja alunos e professores das intempéries e do sol forte,  para momentos pedagógicos e eventos. Graças a Deus e com o apoio da prefeitura que cedeu os engenheiros, conseguimos que essa obra seja realizada”, completa.