Novos caminhos para empresas do Estado foram abertos no Paraná BX

Com o fim do evento, os participantes retornam não apenas com a experiência adquirida no encontro, mas também com dezenas de negócios iniciados no Oriente Médio

Seis dias dedicados a negócios e troca de experiências, trinta palestrantes e moderadores, mais de 250 inscritos, apresentação de seis segmentos da indústria e sete municípios do Estado, um marketplace digital que servirá de vitrine do potencial produtivo do Paraná para todo o mundo. Estes são alguns dos fatos que resumem os resultados da missão técnica-comercial Paraná Business Experience, que levou mais de 50 empresas paranaenses para fazer negócios em Dubai.

O evento, que contou com apoio do governo, foi realizado paralelamente à participação do Paraná no Pavilhão Brasil da Expo Dubai 2020, a maior feira internacional do mundo, entre os dias 10 e 16 de outubro. Na missão, o Paraná apresentou sua vocação nas áreas de alimentos e bebidas, indústria automotiva, bem-estar, papel, madeira e celulose, infraestrutura, tecnologia e inovação a investidores e compradores de países como Egito, Síria, Líbano, Turquia, Itália, Jordânia e dos Emirados Árabes Unidos.

“O Paraná concretizou os objetivos de sua missão em Dubai. Mostramos ao mundo nosso potencial e nossa seriedade para fazer negócios, e apresentamos nosso potencial turístico, que se estende de Leste a Oeste, do Litoral às Cataratas do Iguaçu. Voltamos para casa com a expectativa de novas oportunidades que devem se concretizar nos próximos dias”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Com o fim do evento, os participantes retornam não apenas com a experiência adquirida no encontro, mas também com dezenas de negócios iniciados no Oriente Médio e que terão continuidade no Brasil ao longo das próximas semanas.

Para o superintendente da Paraná Metrologia, Celso Romero Kloss, o Paraná Business Experience superou todas as expectativas. “O encontro promoveu grande interação entre os diferentes setores produtivos do nosso Estado e que, com certeza, geraram grandes oportunidades de negócio”, disse.

Negócios

O consultor de comércio exterior Monroe Olsen, da rede Monroe Olsen, disse que a missão deu à empresa a oportunidade de apresentar os ativos que representa para grandes fundos de investimento. “Sem falar nas possibilidades de networking com os membros da comitiva que igualmente renderam excelentes resultados. Estes encontros não teriam sido possíveis sem a presença e o apoio do Governo do Estado, da Invest Paraná e do LIDE Paraná”, destacou.

“Conseguimos agenda com o Egito para apresentar os nossos produtos e estamos muito otimistas em relação à continuidade dessas negociações”, acrescentou o responsável comercial da Cooperativa Integrada Agroindustrial, Samuel Tomaz da Silva.

O objetivo inicial do diretor comercial dos Terminais Portuários da Ponta do Félix (TPPF), Sérgio Nichelle, era desenvolver relações de comércio exterior com países do Oriente Médio e da África, mas o olhar caseiro também esteve presente.

Quer ficar por dentro das novidades? Então nos acompanhe pelo Facebook | Twitter | YouTube | Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail