Artistas pinhãoenses promovem oficinas para alunos

Evento será realizado no Colégio Engenheiro Michel Reydams, na Vila Copel de Reserva do Iguaçu

Por Fatos do Iguaçu

Acontecerá amanhã (23) no Colégio Cívico Militar Engenheiro Michel Reydams, na Vila Copel, em Reserva do Iguaçu uma Exposição Artística reunindo criações literárias, ilustrações, peças teatrais e apresentações musicais dos alunos.

Projeto CurArte

O projeto CurArte visa criar um espaço para os alunos expressarem suas emoções e sentimentos, a vivência em sociedade, além de levá-los a visitarem e verem o mundo a partir do outro.

CurArte é uma proposta do escritor Bruno Aurélio Silveira, do ilustrador e músico Diego Polipenco, que são pinhãoenses e da professora de História, Indira Pilatti, do Colégio Michel Reydams.

As oficinas

As criações artísticas que estarão na Exposição que irá das 13 às 17 horas, no sábado,  são resultado das oficinas de aproximadamente 30 horas/aulas que foram desenvolvidas pelos artistas Bruno e Diego em parceria com a professora Indira, com alunos do 9º ano do ensino fundamental e das três séries do Ensino Médio.

Ler e escrever é vivenciar sentimentos

Bruno trabalhou com literatura. “Atuamos como facilitadores. Trabalhei a escrita criativa sob a luz da teoria literária na criação de conto. Os alunos escreveram sobre suas memórias afetivas e sensibilidades. O teatro foi criado pelos próprios alunos que apresentarão na tarde de sábado”, explica o escritor, um dos idealizadores do projeto.

Desenho e música, expressão das emoções

Diego, que é ilustrador e músico apresentou aos alunos a arte de se expressar pelo desenho e pela música, “Foi um trabalho bastante desafiador ensinar para os alunos técnicas de desenho. Fui orientando-os sobre suas criações. Deixe-os livres para explorar a criatividade. Fiquei impressionado com o talento musical de muitos alunos. Estou com grandes expectativas!”.

Quitutes que geram melhorias

Além das exposições e apresentações artísticas, haverá venda de quitutes para custear algumas melhorias no colégio.

O grupo promoverá também uma conversa com os jovens artistas, falarão sobre seus processos de criação e como eles enxergam a arte dentro da sociedade.

A primeira de muitas

Os artistas continuarão promovendo oficinas artísticas dentro das escolas. “Pretendemos levar mais a promoção de arte e literatura para os jovens, saindo do engessamento, do conservadorismo e da reprodução de saberes. O que queremos é trazer para a escola um espaço onde os alunos possam reconhecer suas próprias identidades e refletir sobre sua atuação na sociedade para com o outro. Buscamos pensar a escola num espaço de sensibilidades onde os alunos se expressem artisticamente, visitem e vejam o mundo a partir do outro”, alegam os artistas.

Os cuidados serão tomados

“O evento ocorrerá seguindo todos os protocolos necessários contra o Covid-19. As exposições foram pensadas na imersão artística e na biossegurança dos participantes”, ressalta a Professora Indira Pilatti.

Quer ficar por dentro das novidades? Então nos acompanhe pelo Facebook | Twitter | YouTube | Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail