Pinhão oferece curso de Patchwork (arte com tecidos)

A técnica une retalhos variados, compondo diversas misturas de colorações, formatos e design. O patchwork se encontra no nicho superior do trabalho manual.

Pinhão desenvolve curso de Patchwork (arte com tecidos), por meio do departamento municipal de Cultura. O curso era conhecido antigamente por conta das avós que costuravam quadrados nas colchas. A técnica teve origem a partir da necessidade de se aproveitar as sobras dos tecidos. É por isso, que não havia muitos detalhes aprimorados na prática, era apenas a união dos tecidos.

O patchwork, que significa ‘trabalho com retalhos’, ou como também é conhecida, ‘colcha de vovó’, é muito usado para a decoração, em trabalhos manuais e é visto também na moda. Já vem aparecendo nas passarelas e ruas, em looks com estilos variados e com personalidade.

A técnica une retalhos variados, compondo diversas misturas de colorações, formatos e design. O patchwork se encontra no nicho superior do trabalho manual.

Essas colchas são produzidas manualmente ou na máquina. No meio da colcha há o enchimento, ou seja, a manta acrílica; no resto, propriamente dizendo, no acolchoado, está o forro. O método que fixa tudo é chamado de ‘quilting’ ou pespontos largos, que são pontos de costura, onde a agulha entra um pouco atrás do lugar de onde saiu. São diversos os métodos para produzir os estratos superiores desse trabalho.

Muitas outras criações podem ser feitas além das colchas, como mantas para recobrir estofados, murais, roupas, entre outras.

O curso vai acontecer no dia 7 de junho, às 8h30, na Casa do Artesão, anexado à Rodoviária Municipal. As inscrições e demais informações podem ser encontradas no departamento de Cultura do município.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail