Prefeito Agenor de Espigão recebe representantes da Engie Energia para discutir novas parcerias

Três projetos foram apresentados, sendo dois ambientais e um pedagógico digital

O prefeito de Espigão Alto do Iguaçu, Agenor Bertoncelo, esteve reunido com os representantes da empresa Engie Brasil, que administra a Usina Hidrelétrica de Salto Osório.
Na pauta foi apresentado pela secretaria de Agricultura e Meio Ambiente dois projetos visando ações de meio ambiente. Sendo um deles a implantação do Centro Florestal, onde será construído um Viveiro Municipal, que deverá atuar em parceria com o município de Quedas do Iguaçu, para produção e distribuição de mudas de árvores nativas, frutíferas e ornamentais.
“Neste projeto estamos viabilizando 5 mil mudas de diversas espécies, para que sejam distribuídas em ações que a prefeitura for executar nas comunidades e propriedades agrícolas. Também vamos disponibilizar nossos técnicos ambientais no apoio nas orientações que forem necessárias para o bom desenvolvimento dos projetos e a produção de mudas”, salientou o gerente da unidade local da Engie Brasil, Antônio Carlos Martins.

Inclusão digital

Pela secretaria de Educação foi apresentado o projeto pedagógico de informática, que terá como objetivo a implantação de um laboratório móvel, para capacitação de educadores, alunos do Ensino Fundamental e a Comunidade.
“O setor educacional do município necessita de uma base de apoio na formação e inclusão digital dos nossos educadores e alunos. Da forma móvel será possível atender as escolas do interior. Com isso acredito que vamos melhorar o aprendizado dos munícipes”, frisou a secretária de Educação, Susi Maciel Velho.

Programa de nascentes

Outro projeto de destaque na atual gestão será o de recuperação de nascentes, onde objetivo é trabalhar pelo menos 200 fontes de água, nas propriedades agrícolas do interior do município.
“Com a escassez água se faz necessário um programa de recuperação de nascentes e de incentivo aos agricultores. Com isso acredito que muitas propriedades vão resolver um problema sério que tem sido a falta de água para o consumo próprio e para os animais”, reiterou o prefeito Agenor Bertoncelo.
Ele acrescento ainda que secretaria de Agricultura e Meio Ambiente está convocando os agricultores que tiverem interesse em participar do programa, para que compareçam na prefeitura para fazer um cadastro.

Cisternas

Os técnicos agrícolas, Josuel Gomes e Rogério Monteiro, fizeram uma explanação do projeto para construção de Cisternas, para armazenamento das águas das chuvas. O projeto é desenvolvido pelo Centro de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEAGRO), que já construiu mais de 30 cisternas no Assentamento Celso Furtado, em Quedas do Iguaçu.
O projeto denominado “Ferro e Cimento”, tem capacidade para armazenar 80 mil litros de águas das chuvas. Com baixo custo de investimentos.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail