Acidente com o ônibus do Umuarama Futsal deixa mortos e feridos na região de Curitiba

Por Juliam Nazaré Um grave acidente por volta das 8 horas desta quinta-feira (8), na BR-376, em Guaratuba, Região Metropolitana

Por Juliam Nazaré

Um grave acidente por volta das 8 horas desta quinta-feira (8), na BR-376, em Guaratuba, Região Metropolitana de Curitiba, envolveu o ônibus do Umuarama Futsal, uma carreta e um outro veículo. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da concessionária responsável pelo trecho da pista, a Arteris Litoral Sul, 10 pessoas ficaram feridas e duas morreram. As vítimas são o motorista e Vitor Gonzáles, auxiliar da equipe masculina, técnico dos sub-15 e 17 e também do feminino.

O ônibus transportava uma delegação do Umuarama com 22 pessoas para uma partida de sexta-feira (9), pela Copa do Brasil de Futsal, em Jaraguá do Sul/SC.

Haverá uma perícia para apurar o que houve com o ônibus. A direção do Umuarama afirmou que o veículo tinha manutenção em dia. À Rádio Banda B, o jogador Mura afirmou que, instantes antes do acidente, o motorista gritou avisando que estava sem freios. O local onde ocorreu o acidente fica na serra do mar.

A assessoria de imprensa da PRF divulgou a seguinte nota:

Por volta das 8h30, a PRF foi acionada para atender a um acidente envolvendo um microônibus, um caminhão e um carro, na BR-376, no km 667, em Guaratuba (PR), no sentido Santa Catarina.

No momento, as equipes estão empenhadas no resgate e desobstrução da via.

Foram confirmadas 12 vítimas – 10 feridos e dois óbitos no local. A identificação ficará a cargo do IML, que já foi acionado, junto com a Perícia, que apontará as causas do acidente. Não foi confirmada a quantidade de passageiros.

Segundo informações preliminares, o microônibus transportava uma equipe de futsal do município de Umuarama.

A pista sentido SC continua interditada totalmente, só sendo autorizada a passagem de veículos de emergência. A fila está em cerca de sete quilômetros.

Duas aeronaves da PM de Santa Catarina foram acionadas para o resgate e transporte das vítimas, porém não temos informações das gravidades das lesões.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail