“Candidato à reeleição não precisa prometer, mas mostrar o trabalho realizado”, diz Sete

Eleito pela primeira vez em 2016, o servidor municipal Valmir Barbosa Trindade, o Sete, fez um balanço das principais ações enquanto parlamentar

O candidato à reeleição, Valmir Barbosa Trindade, o Sete, esteve na sede do Jornal Correio do Povo. Na oportunidade, fez um balanço da atuação na Câmara Municipal nos últimos quatro anos, além de pontuar projetos em andamento.
Com 51 anos, Sete é natural de Guaraniaçu, mas cresceu em Laranjeiras, onde mora desde os 6 seis anos. Servidor Municipal desde 1998, é agente de combate a endemias pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica. Casado com Elizabeth de Lima Trindade, tiveram duas filhas, Mariana e Vanessa.
O vereador foi eleito pela primeira vez em 2016, compondo a base do prefeito Berto Silva. Em 2017, assumiu a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal. Atualmente é presidente da Comissão de Educação, Saúde e Assistência Social.


Por que concorrer à reeleição?
De acordo com o candidato, a experiência na vida pública e o conhecimento da realidade do município o levaram ao campo político. “Atuando na Secretaria de Saúde há mais 22 anos, percorri cada canto de Laranjeiras, na cidade e no interior. A representação verdadeira parte de quem conhece as pessoas, pois revisita as comunidades de forma constante”, disse.
O candidato pontua a necessidade da renovação, mas acima de tudo, da experiência. “O vereador não pode prometer executar obras ou criar programas, porém, apenas se apoiar neste discurso, como se não tivéssemos atribuição, é medo de se comprometer, ou até mesmo, falta de conhecimento”, explica. 
Valmir Barbosa, porém, lembrou que após eleitos, os candidatos têm o dever em prestar contas. “Candidato à reeleição não pode somente prometer, mas mostrar o trabalho realizado”, diz Sete.
Conforme o candidato, o parlamentar pode, por exemplo, solicitar recursos estaduais e federais para o município. 
“Logo no início do mandato enviei, juntamente ao prefeito Berto Silva, um ofício ao deputado estadual Bernardo Carli [em memória], pedindo um complexo esportivo, academia ao ar livre e um parque infantil para o Bairro Presidente Vargas. O investimento veio e a prefeitura, tão logo, executou e entregou a obra. O mesmo ocorreu com meu pedido de material fresado à concessionária que administra a BR-277, para que a prefeitura reparasse trecho de estrada na Vila Becker. Eu não fiz, foi a prefeitura, mas contribui conforme a legislação permite, realizando os pedidos que originaram nos recursos”.
Além de representar e fiscalizar, Sete ainda defendeu a utilização com responsabilidade da principal atribuição do vereador, legislar. 
“Apresentar e votar projetos de lei deve ser pensado no coletivo. Por isso, o que não agregava, votei contra, mas sempre fui favorável às matérias a favor da economia e atração de emprego e renda, a exemplo do incentivo à Coasul e os investimentos em pavimentação e iluminação”, explicou.


O que defende?
Sete conta que coordenou dezenas de palestras pensando na prevenção ao Aedes aegypti e também é apoiador do Projeto Crotalária e mentor do Cuidadores do Bairro, que foi idealizado por ele e acolhido pelo Executivo Municipal para envolver escolas, associações e clubes de mães no combate ao mosquito da dengue.
Além de pautas da saúde, o candidato também defende de maneira prioritária as bandeiras da educação, do esporte e do meio ambiente.
 “Fiz indicação solicitando, por exemplo, a criação de kit de primeiros socorros para as escolas municipais, projeto atendido pela Saúde. Também defendi e votei favorável ao incentivo salarial ao Dia do Professor, visando a valorização dos educadores”.
No meio ambiente, estudou com especialistas a viabilidade para implantar o ICMS Ecológico em Laranjeiras do Sul. Esta se tornou sua principal luta. 
“Além de incentivar o zelo com o meio ambiente, o projeto possibilita captar novos recursos para os cofres da cidade perante ao Governo do Estado. Os valores podem ser investidos, por exemplo, num plano de arborização; na implantação de um canil municipal; na instalação de lixeiras ou, mesmo, no incentivo ao turismo, a partir da conservação de rios e cachoeiras. Mas isto demanda um mentor que apresente a ideia e sua viabilidade ao Executivo Municipal”.


Por que votar em você?
Sete frisou que, além das ações efetivadas e projetos em andamento, pode contribuir para a retomada de Laranjeiras no pós-pandemia, momento que refletiu negativamente na economia dos municípios. 
“Precisamos de representantes qualificados para que Laranjeiras do Sul saia fortalecida. É necessário votar em quem busca soluções, mas já tenha mostrado atuação. Nada melhor que um servidor da saúde, que atuou na linha de frente de combate a COVID-19”.


Considerações finais
O candidato encerra a participação destacando as décadas de aprendizado junto ao prefeito Berto Silva e ao vice, Valdemir Scarpari. Também declarou a continuidade no comprometimento pelas comunidades mais necessitadas. 
“A política precisa ser um projeto coletivo, pensada para quem mais precisa. E quem me conhece, sabe que atuo para somar. Por isso, enquanto vereador, quero e posso contribuir ainda mais”, completa.