Equipe de bocha feminina de Laranjeiras se destaca em torneios e competições

O esporte tem ganhado apoio e motivação no município, segundo conta a jogadora Juliana Angonese

A equipe de bocha feminina de Laranjeiras do Sul alcançou o segundo lugar no paranaense da modalidade de trios que aconteceu em Catanduvas.

Segundo a jogadora e representante administrativa da equipe laranjeirense, Juliana Angonese, a prática da bocha feminina acontece a aproximadamente 30 anos em Laranjeiras. A equipe, unida e competitiva vem representando o município e trazendo grandes resultados. “Houve um período que a equipe se desfez. Não havia apoio dos órgãos competentes, isso acabou desmotivando nossas meninas e a bocha feminina de Laranjeiras deu uma pausa nos eventos esportivos”, conta ela.

Porém a história vem passando por mudanças. A equipe conta com total apoio e incentivo da secretaria de Esportes, e estão motivadas pela crença depositada.

Campeonatos

O campeonato paranaense, que aconteceu em Catanduvas, foi o pontapé inicial para o avanço da equipe laranjeirense. O primeiro nível da competição foi o confronto de trios, onde as jogadoras alcançaram o segundo lugar. Os eventos contam com a modalidade individual, duplas, trio e equipes.

O campeonato seguinte foi em Chapecó (SC), um grande evento na modalidade individual, onde a equipe foi representada por duas excelentes atletas. Foram 50 competidoras, Laranjeiras ficou entre as 10 melhores.

No momento, as jogadoras se preparam para o paranaense entre equipes, no qual jogam na modalidade individual, dupla e trio. Os próximos jogos são as fases do paranaense de equipes, o paranaense em duplas, os jogos abertos, e também as competições municipais.

“Temos uma vasta bagagem de vitórias. Mas ficamos alguns anos fora das disputas. Esse ano voltamos com resultado positivo. Conseguimos juntar o mesmo time que tínhamos e três atletas novas”, relata Juliana.

Público pequeno, grandes competições

Na nossa região o público que acompanha a bocha é pequeno, mas não diminui a grandeza dos eventos e competições. “Eu vejo quando vou para fora jogar ou até mesmo assistir campeonatos, que sempre há um número expressivo de jogadores e simpatizantes”.

Segundo Juliana a bocha está passando por uma reestruturação no Paraná. Uma das ações da nova diretoria é a implantação da categoria juvenil, com o objetivo de trazer novos atletas, já que a maioria tem 30 anos ou mais. Sendo assim, no ano que vem as equipes vão precisar de atletas juvenis para poder participar das competições a nível estadual.

A jogadora conta que conheceu a bocha aos 13 anos de idade através dos pais, que trabalhavam na lanchonete da Associação dos Servidores Púbicos Municipais (ASPM), onde havia uma cancha apropriada para o esporte. Existia a equipe masculina, a feminina foi montada posteriormente. Assim a equipe começou a participar dos mais variados eventos e campeonatos e frequentemente trazia uma vitória para casa, sempre ficando entre as três melhores equipes.

A bocha também é jogada nas canchas de areia, algo predominante na região. Os eventos estaduais seguem um calendário de programação. Além das competições oficiais, também são promovidas competições extraoficiais para estimular e fortalecer as atletas.

Juliana convida quem quer conhecer o esporte a participar dos treinos que acontecem sempre na quarta e sexta na sede da ASPM, a partir das 19 horas. “A equipe é muito receptiva para quem tiver interesse em conhecer o esporte e quem sabe poder se juntar à equipe”.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail