Prestação de contas: Câmara de Laranjeiras faz análise dos gastos com saúde

A comissão de Saúde da Câmara de Laranjeiras do Sul realizou, na sexta-feira (31), no palácio do território federal do

A comissão de Saúde da Câmara de Laranjeiras do Sul realizou, na sexta-feira (31), no palácio do território federal do Iguaçu, uma audiência pública para análise da aplicação dos recursos da secretaria de Saúde referente ao 1° quadrimestre de 2021. A prestação de contas é uma exigência legal que determina que os gestores da saúde devem, a cada quatro meses, prestar esclarecimentos das atividades realizadas no período às respectivas casas legislativas.

A sessão foi transmitida ao vivo pela página da Câmara no Facebook e você pode conferir a audiência na íntegra através do endereço eletrônico: https://www.facebook.com/watch/live/?v=3939339366134831&ref=watch_permalink.

O destaque ficou por conta da apresentação de ações de enfrentamento à pandemia no município.

Vacinômetro 

Conforme a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Patrícia Massuqueto a população pode acompanhar os números da vacinação contra a Covid-19 na aba do site da prefeitura criado especificamente para atualização dos dados sobre a Covid. Ela também explicou que, embora a administração deseje imunizar toda a comunidade, as doses vêm destinadas a grupos específicos. “Atualmente estamos vacinando pessoas com comorbidades e trabalhadores da educação. A administração faz um plano seguindo a orientação do governo Estadual, com tudo registrado”, esclareceu.

Cobertura vacinal

Respondendo a dúvidas de vereadores, a enfermeira Priscila Baptistel explicou o motivo de outros centros ampliarem a cobertura vacinal a mais grupos de risco. “Alguns grandes centros, a exemplo de São Paulo, receberam a vacina da Pfizer, com durabilidade de cinco dias. Eles precisam usar a vacina durante esse tempo. Por outro lado, há a necessidade de equipamentos específicos para o armazenamento, algo que as capitais e cidades maiores têm. Então as doses foram enviadas a esses locais que ampliaram a cobertura de vacinados”, explicou.

Além disso, os dados indicam ótima cobertura entre o grupo de 60 a 64 anos no município. Quanto à segunda dose, também houve bom aceite pelos laranjeirenses, que tomam o reforço no Lago 1.

Sobre a necessidade de agendamento para gestantes e puérperas com comorbidades, as enfermeiras explicaram que o município recebeu 70 frascos do Instituto Butantan, com durabilidade de 8 horas. Portanto, a programação específica visa garantir a aplicação das doses sem perda.