Viação da cidade e do interior são atenções da semana, em Rio Bonito

Morador de Pinhão morreu após ser atingido por um raio e Virmond acende alerta da dengue

A limpeza de uma cidade deixa-a bela, arejada e causa uma impressão de capricho nos transeuntes. Ruas e avenidas limpas também são uma forma de proteger a população do aparecimento de animais que podem pôr em risco a saúde, como o caso do mosquito da dengue. 
Visando isso, a secretaria de Obras e Urbanismo de Rio Bonito do Iguaçu está desenvolvendo, nesta semana, um trabalho intenso de limpeza na região urbana da cidade. E apesar das chuvas constantes nos últimos dias, nem isso tem tirado a equipe do secretário Edson Camargo, o Edinho, da função. 
Ainda em Rio Bonito, o prefeito Sezar Bovino também têm dado atenção para o interior, na readequação das estradas – obra muito solicitada pela população. A equipe de trabalho está trabalhando nesta semana nas comunidades do Rio Leão, Sete Quedas, Barraguinha e deve seguir depois para os assentamentos.  


Raio mata homem em Pinhão

Foi raro o dia entre os últimos que não choveu na Cantu. Em Laranjeiras do Sul, por exemplo, o dia tem se acostumado a amanhecer limpo, com uma temperatura relativamente alta, passando da casa dos 30ºC. No entanto, conforme o clima fica abafado, a chuva chega constante. 
E nessas chuvas de verão a incidência de raios é maior – e eles são sempre perigosos. Em Pinhão, na terça-feira (12), um morador morreu após receber uma descarga elétrica. Ele estava na área rural, na comunidade de Invernada de Fora. De acordo com a família, Edilson José da Rocha caminhava na chácara onde morava, próxima a uma cerca elétrica, quando foi atingido pelo raio. 
Ele chegou a ser socorrido por um irmão seu, que é bombeiro, mas não resistiu aos ferimentos graves e morreu no Hospital Santa Cruz, em Guarapuava. 
Ainda de acordo com a família, o homem usava botas com sola de borracha e estava acompanhado de um amigo da família e de um cachorro, que morreu. 

 


Alerta da dengue em Virmond

Virmond está com sinal de alerta no índice de infestação predial de dengue. Em janeiro, o registro está em 1.9%, sendo que o recomendado pelo Ministério da Saúde é abaixo de 1%.
A prefeitura pede à população que dedique 10 minutos do seu tempo semanalmente para verificar possíveis criadouros do Aedes Aegypti. Não deixe água parada e recolha objetos que podem acumular água. Neste período de chuva, não se pode esquecer de limpar as calhas d'água, pois a prevenção é fundamental para não contrairmos esta doença.
O Brasil e o mundo vivem um momento que impõe desafios para todos. Com a pandemia de coronavírus, medidas de restrição e isolamento estão sendo adotadas. Em Virmond não é diferente. Junto aos cuidados contra a Covid-19, é de extrema importância tomar cuidado com o mosquito transmissor da dengue, este sim pode levar à morte.
 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail