Agronegócio

Bloco do produtor: mais que uma obrigação, um exercício de cidadania

O bloco do produtor rural ou a nota fiscal do produtor rural é um documento obrigatório para acompanhar a produção agropecuária nas operações efetuadas pelo produtor, seja venda ou transporte. Também serve para comprovar a atividade rural junto ao INSS.

É de extrema importância, primeiro para provar que é produtor, mas é preciso saber também que tipo de produtor é, se é pequeno, médio ou grande. Tem muito produtor tirando meia nota, 30%, pega uma nota a cada três meses, falando da questão leite, declara o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Laranjeiras do Sul, Celso de Azevedo.

 

Cobrança

Segundo o secretário, o produtor de leite deve tirar uma nota por mês, pois isso reflete em recursos de volta ao município. Não é em cima de faturamento, estamos falando em índices, pois o governo faz repasses com base em índices e um deles é a nota, declara Azevedo.

Ele conta que a partir de agora, em todos os programas da prefeitura será cobrado bloco do produtor rural. Não justifica irmos até uma propriedade e fazer 5, 10, 15 horas/ máquina para o produtor se ele tira nota correspondente a 2,3 horas, exemplifica.

 

Hábito

Para ele, é um hábito cultural do produtor rural tirar uma nota por ano apenas para poder se aposentar, porém, não é bem assim. Segundo Azevedo, isso depende da atividade. O produtor de leite, por exemplo, tem que tirar uma nota por mês, pois ele entrega leite todo dia. Se pedirmos as últimas 12 notas, mas o produtor só tem duas ou três. Mas que tipo de produtor que não tem as notas?, questiona.

O secretário destaca que o produtor tem que ser consciente e pede a colaboração de todos, pois isso não é uma cobrança, e não gera custo nenhum ao produtor, mas sim um exercício de cidadania. Isso reflete em novos investimentos à agricultura, reforça.

 

Dados rurais

Conforme Azevedo, Laranjeiras possui hoje cerca de 2,7 mil propriedade rurais, o que representa 30% da população do município que mora no campo.

Finalizando, ele declara que assim como Laranjeiras, a região como um todo vive da agricultura, tudo que circula vem do campo.

Segundo estimativas da secretaria de Agricultura, Laranjeiras do Sul produz 42 milhões de litros de leite ao ano, no entanto destes apenas 8,5 milhões de litros são declarados via nota, ou seja, apenas 19% do leite é declarado ao município. A emissão da nota fiscal deve sempre ser exigida pelo produtor, pois é uma obrigação da empresa e um direito do produtor rural, completa o secretário.