Morre menina que sofreu acidente em escada rolante no interior do Paraná

Tragédia

Sepultamento está marcado para as 16h30 desta terça-feira (19)

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Divulgação
Divulgação

A curta vida da pequena Kerolyn terminou de forma triste nesta segunda-feira (18). Com apenas três anos de idade, ela não resistiu a um edema cerebral provocado por um tumor.

O velório acontece na casa da família, na Avenida Congonhas, e o sepultamento está marcado para as 16h30 desta terça-feira (19) no Cemitério São Sebastião, em Ponta Grossa.

Mesmo tão nova, a menina ficou marcada há pouco mais de dois anos por causa de um acidente que quase terminou em tragédia. No fim de novembro de 2015, quando ainda tinha um ano de idade, ela perdeu a mão e parte do braço quando colocou a mão no rolamento da escada. Ela foi levada às pressas ao hospital e se recuperou bem da lesão.

O caso gerou grande repercussão e trouxe muito sofrimento à família, que foi julgada pela sociedade como responsável pelo acidente com a criança. Dois anos depois, a família de Kerolyn volta a sofrer um baque imensurável.

A criança teve diagnosticado um tumor cerebral avançado e, com isso, sofreu um edema cerebral – sem qualquer relação com o acidente de dois anos atrás – e fazia tratamento no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba. Ela teve falência múltipla dos órgãos.

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter