Turismo

Natal: o melhor destino para suas férias o ano todo

Definir um destino para passar as férias de verão pode ser desafiador. Reduzindo o perímetro do exterior para nosso imenso país e um tanto mais, para o Nordeste, o problema persiste, mas em menor escala.

Levando em consideração as diferenças regionais e a oferta de praias, rios e chapadas, vale a aventura em uma cidade mais distante para os sulistas e Natal surge como uma grande ideia.

Foto: Pedro Menezes

A capital do Rio Grande do Norte ganhou seu nome por sua data de fundação, em 25 de dezembro de 1599. É também conhecida como a cidade do sol. Não que ele falte em outras cidades da região, mas ali, a média de dias ensolarados é recorde nacional: 300 por ano.

Isso significa verão o ano inteiro e por sua localização geográfica, o frio dali pode ser uma grande piada por aqui. A cidade teve grande importância na Segunda Guerra Mundial, por servir de base aliada de abastecimento de aviões americanos.  É, ainda, um dos pontos geográficos estratégicos do mundo e a capital espacial do Brasil, por seus lançamentos de foguetes.

Além de tudo isso, é claro, é um dos pontos de atração ao turismo mundial para práticas de esporte e lazer e segue se consolidando como um centro cultural em desenvolvimento, com um menu cada vez mais diverso de eventos.

Existe hoje, por exemplo, três festivais de cinema no calendário fixo da cidade: o Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) em outubro, o Festival Varilux de Cinema Francês em junho e o Cine Verão entre janeiro e fevereiro. Cada um garante um público específico e seleções de filmes de qualidade em sua programação. Além de Cinema, o teatro também pode ser uma grande opção. Está em cartaz o espetáculo “A invenção do Nordeste”, que trata de uma vasta e crítica apresentação da região e seus habitantes. O espetáculo é baseado no livro e tese de doutorado de Dr. Durval Muniz de Albuquerque Junior e é uma comédia que busca provocar o espectador a pensar essa definição de identidade nordestina e seus estereótipos.

Foto: Pedro Menezes

Se você busca algo mais ativo, ao ar livre, não faltam opções. As praias de Natal e cercanias com seu vento constante oferecem todas as práticas esportivas para o gênero: mergulho, surf, windsurfe, passeios de barco etc. Ainda vale aproveitar o entorno da cidade e investir na praia de Pipa, alugar um buggy, mergulhar em Maracajaú ou ainda relaxar nas lagoas de Pitangui e Jacumã, com suas redes dispostas nas águas, como acontece em Jericoacoara, no Ceará.

Para sair do circuito aquático e fazer algo diferente, por que não assistir a uma partida de futebol? A Arena das Dunas é o melhor lugar para torcer e se divertir. Outra opção  inusitada e fora do padrão turístico é participar no  BSOP Natal. Vale checar o calendário para não perder a chance de participar neste evento que anualmente atrai a milhares de adeptos do poker à cidade. As duas alternativas são ótimas para conhecer gente, descobrir a região e fazer novos amigos.

Para a noite, a capital também não decepciona. Em dezembro há o Carnatal, uma prévia com as melhores atrações dos carnavais de Olinda e Salvador. No Carnaval a festa não para, como um menu vasto de frevo, forró, sertanejo, axé e música popular brasileira. Para quem curte um barzinho à noite, o Bardallos para começar e a praça dos Gringos serão suficientes para encerrar a farra. Para outras noites, há boas dicas de quem

 

Foto: Gades Photography

A ideia aqui era uma publicação sobre como aproveitar o verão no país, conhecendo uma nova capital, mas, em se tratando de Natal, há uma certeza de que a programação não se prende a uma estação definida.

Um exemplo disso são as festas juninas, típicas e celebradas nos nove estados nordestinos e aqui não decepciona. Ainda que não seja a maior capital da região, o que pode ser visto como uma coisa boa em virtude de não ser o polo de atração principal e assim, haver mais tempo e espaço para conhecer, é a principal cidade do estado, que conserva cultura e história, além de muita beleza. Agora só resta checar o período de férias e se programar.