Presidente do TRT-PR afirma que a intenção não é extinguir as Varas do Trabalho

A desembargadora Ana Carolina Zaina, esteve nesta tarde no gabinete do prefeito Berto Silva, onde tranquilizou a todos, dizendo que a luta é pela manutenção da jurisdição

Nesta quarta-feira (30), o prefeito Berto Silva recebeu em seu gabinete a desembargadora Ana Carolina Zaina, presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná.

A reunião contou a presença do juiz Titular da TRT-9ª Região, João Luiz Wentz, do vice-prefeito, Valdemir Scarpari; vice-presidente da Câmara municipal, Tarso Campigotto; secretários municipais e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção municipal.

O assunto da reunião foi uma publicação feita pelo Conselho Superior de Justiça, em janeiro deste ano, que relacionou as Varas do Trabalho com distribuição processual inferior a 50% das medidas de casos novos por regional no triênio 2019/2021. Com a medida, foi aberta a possibilidade de fechamento de algumas unidades, das quais o TRT-9ª região de Laranjeiras do Sul figura.

Tranquilização

A magistrada destacou que a visita representa um apoio e sinalização pela continuidade da atuação da Vara do Trabalho de Laranjeiras. “Eu gostaria de tranquilizar a população de Laranjeiras do Sul e dos municípios vinculados à jurisdição da vara trabalhista daqui”.

A desembargadora falou ainda, que na semana passada reuniu-se com o Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor), onde estiveram presentes o presidente do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, que são as esferas onde estas decisões serão tomadas em definitivo.

“Eles nos tranquilizaram e pediram que levássemos a informação até os jurisdicionados. A intenção não é extinguir as Varas do Trabalho. A luta é pela manutenção. O juiz deve estar onde o povo está”, salientou Ana Carolina.

Para a presidente, os mecanismos tecnológicos que permitem a Justiça do Trabalho levar ao cidadão o acesso mais ampliado, não retira a necessidade da presença física de juiz e servidores à disposição da sociedade.

Defesa contundente

O prefeito Berto Silva, elogiou o porte e nível da presidente do TRT-PR e disse que as palavras dela foram reconfortantes. “Estabelecemos uma conversa muito franca e aberta, expondo a nossa realidade e a nossa defesa contundente contra o fechamento, pois isso seria o sacrifício do próprio povo, que é quem mantém os poderes e governos, e para quem a lei e a justiça devem existir”.

Berto Silva diz ainda, que politicamente e do ponto de vista de uma cidade como Laranjeiras, que quer ser grande, seria desastroso acumular mais uma perda histórica de um órgão tão importante.  “Me coloquei à disposição que se necessário, fizéssemos algum tipo de convênio para a manutenção do prédio por exemplo, que é algo comum entre os poderes”.

Atuação

Atualmente a Vara Trabalhista da Comarca, além de Laranjeiras do Sul, atende aos municípios de Cantagalo, Diamante do Sul, Espigão Alto do Iguaçu, Guaraniaçu, Marquinho, Nova Laranjeiras, Porto Barreiro, Quedas do Iguaçu, Rio Bonito do Iguaçu e Virmond. Vale lembrar que a Vara do Trabalho de Laranjeiras do Sul foi, por diversas vezes, um dos destaques no Índice Nacional de Gestão de Desempenho da Justiça do Trabalho.

A unidade, cujo titular é o juiz João Luiz Wentz, conquistou a 19ª posição nacional, sendo a melhor bem colocada no sul do Brasil em 2019. O relatório classificou 1.571 Varas Trabalhistas. Esses indicadores foram definidos em conformidade com os objetivos judiciários do Plano Estratégico da Justiça do Trabalho 2015-2020 de assegurar a celeridade e a produtividade. Além disso, no mesmo ano recebeu o Selo de Excelência da Corregedoria Regional do TRT-PR.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail