Responsivo

Encontro Regional de mulheres destaca demandas por segurança e direitos

Durante o encontro, mulheres trabalhadoras do campo e da cidade dos municípios de Laranjeiras do Sul, Nova Laranjeiras, Porto Barreiro, Quedas do Iguaçu, Cantagalo e Rio Bonito do Iguaçu se uniram para discutir questões pertinentes à sua realidade.

Ontem (08), aconteceu o Encontro Regional de Mulheres da região Centro do Paraná em Rio Bonito do Iguaçu, marcado por uma série de atividades. O evento reuniu em média 400 mulheres do Movimento Sem Terra (MST) e representantes de entidades como a APP Sindicato e prefeituras locais.

Reivindicações

A pauta principal do encontro foi a denúncia da violência contra as mulheres e a demanda pela efetivação de uma Delegacia Regional da Mulher. O evento contou com formação, marcha e uma audiência pública.

Mulheres de diversos locais

Durante o encontro, mulheres trabalhadoras do campo e da cidade dos municípios de Laranjeiras do Sul, Nova Laranjeiras, Porto Barreiro, Quedas do Iguaçu, Cantagalo e Rio Bonito do Iguaçu se uniram para discutir questões pertinentes à sua realidade. A atividade abordou temas como a violência contra as mulheres e a necessidade de políticas efetivas de proteção e amparo.

Na mesa de autoridades esteve presente Franciane Marafon (MPA), Doriane de Fátima Bortoluzzi (MAB), Walkiria Mazetti (APP Sindicato), Olides Bovino, primeira dama de Rio Bonito, Solange Santos (STR de Nova Laranjeiras), Izabel Grein (MST), Sandra Gnoatto do mandato da deputada Luciana Rafagnin (PT) e a promotora da comarca Anne Cristiny Lima Strapasson.

A promotora destacou a importância do evento para discutir e enfrentar a violência de gênero. “Nós precisamos empoderar as mulheres e dar condições, apoio, estrutura para que elas saiam da situação de violência”.

Demandas

Na jornada as participantes denunciaram as violências, incluindo o patriarcado, o racismo e a LGBTQI+fobia. Além disso, protestaram contra desigualdades sociais, fome, pobreza e outras formas de violência cotidiana enfrentada nos territórios. Também foi enfatizada a necessidade de criação e/ou consolidação de equipamentos sociais para atendimento de mulheres vítimas de violência.

Por fim, as participantes exigiram a implantação de uma Delegacia Regional da Mulher e a implementação da Casa da Mulher Brasileira, que oferece serviços especializados para vítimas de violência, promovendo o acolhimento e a autonomia econômica das mulheres.

Participações

Entre os participantes estavam a deputada Luciana Rafain (PT), o deputado federal Elton Welter (PT) e o deputado estadual professor Lemos (PT) e o assessor do deputado Zeca Dirceu (PT), João Costa de Oliveira.