Comitê autoriza vacina da Pfizer nos EUA, e vacinação começa na segunda-feira (14)

O país pretende vacinar pelo menos 20 milhões de pessoas neste primeiro mês.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) autorizou hoje o uso da vacina da Pfizer-BioNTech contra o novo coronavírus em pessoas com mais de 16 anos. 
Com este último aval, o início da imunização está previsto para segunda-feira (14). A autorização foi assinada pelo diretor do CDC, Robert Redfield. 
A vacina já havia sido aprovada emergencialmente pelo FDA, agência de vigilância sanitária do país, na última sexta (11), mas precisava da chancela do CDC para ser aprovada
Na avaliação do CDC, a vacina da Pfizer tem alta eficácia em todas as faixas etárias, embora a liberação se dê apenas para cima dos 16 anos, inclusive para pessoas que já apresentam anticorpos, com evidência de infecção pelo Sars-CoV-2 – algo que ainda não se sabe sobre a CoronaVac, vacina produzida pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. 
As informações são das redes CNN e BBC. Segundo a norte-americana, os primeiros lotes já estão sendo distribuídos da fábrica da farmacêutica em Michigan para 600 locais do país neste domingo e, em alguns locais, pode começar já na segunda ou terça
O país pretende vacinar pelo menos 20 milhões de pessoas neste primeiro mês. Um dos principais desafios dessa vacina é a sua logística, dadas suas peculiaridades de armazenagem. 
No transporte, as doses precisam ser colocadas em caixas temperatura a -70 ºC, geralmente armazenadas com gelo seco. Nos Estados Unidos, a distribuição será feita pela rede privada. 
A companhia de postagem FedEx será a responsável pelos envios na parte oeste do país, enquanto a United Parcel Service distribuirá para o leste
Já foi aprovada em outros países Os Estados Unidos são o quinto país a liberar o imunizante da Pfizer-BioNTech. Na última semana, a vacina já foi aprovada no Reino Unido, no Canadá e no Bahrein e, no sábado (12), na Arábia Saudita. 
Entre eles, a vacinação em massa só foi iniciada na Inglaterra na última terça-feira (8). O primeiro grupo é voltado a pessoas acima de 80 anos e profissionais que atuam na área da saúde e em asilos. A primeira pessoa vacinada foi uma senhora de 90 anos.
 No Canadá, a aprovação saiu na última quarta-feira (9). O país deverá receber 249 mil doses da vacina ainda neste mês, mas não há data oficial para o início da vacinação