Governo amplia alcance do aplicativo Saúde Online Paraná

Inovador no combate ao novo coronavírus, o aplicativo de telessaúde paranaense ganhou compatibilidade com a Apple Store.

Desde segunda-feira (25), o Governo do Estado ampliou o alcance do serviço digital de atendimento em saúde para a prevenção à Covid-19, com a entrada do aplicativo Saúde Online Paraná na Apple Store, a loja de aplicativos para o sistema operacional iOS. 
A partir de agora, cidadãos com esses dispositivos móveis também terão acesso à plataforma inovadora, que conecta pacientes e profissionais da saúde de forma eficiente. Para fazer download do app clique no http://www.seti.pr.gov.br/.
A ferramenta é usada como medida de prevenção e combate à Covid-19 e seus efeitos psicológicos, além do monitoramento de doenças crônicas, que podem agravar o quadro clínico de pessoas contaminadas. Lançado em novembro do ano passado, o aplicativo também está disponível para Android.
Segundo o superintendente estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Nelson Bona, desde o início da pandemia o conhecimento científico tem pautado as medidas do Governo do Estado no enfrentamento à doença. 
“O propósito é oferecer uma plataforma que atenda os aspectos de telessaúde e telemedicina, a fim de reduzir a disseminação do vírus e assegurar a preservação da vida dos cidadãos paranaenses”, diz.
No aplicativo, as pessoas contam com atendimento de profissionais da saúde, tanto para buscar orientações relacionadas à Covid-19, quanto para outras doenças crônicas, além de acessar as informações oficiais sobre o novo coronavírus.


Saúde online
O Saúde Online Paraná foi desenvolvido pela Techtools Health Innovation, empresa de inovação em saúde, a partir de uma demanda da Superintendência Geral e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde.
“Trazemos o que há de mais moderno e mais seguro em tecnologia da informação em saúde. Somos uma ponte entre o sistema de saúde e o paciente e seus familiares. Uma ferramenta digital de ponta que une assistência e gestão em um só aplicativo, com todo respaldo da Medicina e toda a privacidade para os cidadãos”, afirma Jeff Plentz, presidente do grupo Techtools.
A operacionalização do aplicativo está a cargo da Universidade Estadual de Londrina (UEL), que já atuava com o conceito de telessaúde antes da pandemia. Em paralelo, todas as instituições estaduais de ensino superior envolvem grande parte do corpo de pesquisadores, cientistas, professores, servidores e estudantes no desenvolvimento de tecnologias e estudos, inclusive para o período pós-pandemia, e na testagem da população.
“Precisamos utilizar todas as ferramentas e estratégias disponíveis para a promoção da saúde da nossa população. Já tivemos um período de uso do aplicativo extremamente bem-sucedido e apresentamos agora o aprimoramento do serviço”, enfatiza o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.


Funcionalidades 
Os cidadãos cadastrados no aplicativo Saúde Online Paraná podem incluir os familiares que não possuem dispositivos móveis com acesso à internet. Depois do cadastro, os pacientes passam por uma rápida triagem, selecionando as seguintes opções: Suspeita de Covid-19; Retorno de Covid-19 positivo; e Contato com Covid-19 positivo. O aplicativo conta ainda com Acolhimento Psicológico.
De acordo com o resultado da triagem, o paciente pode ser encaminhado a uma unidade de pronto atendimento ou realizar uma consulta remota com os médicos da plataforma, no período de 8 às 23 horas, diariamente. As consultas são feitas pelo próprio aplicativo, por meio de teleconsulta.
Caso seja necessário, os médicos podem prescrever medicamentos e emitir atestados digitais. Os profissionais de saúde que atuam nesse teleatendimento têm acesso ao histórico completo de consultas realizadas pelos pacientes, agilizando os diagnósticos e prognósticos.


Telemedicina
A telemedicina é um segmento da saúde que utiliza Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na atenção médica a pacientes e profissionais da área, situados em locais diferentes, principalmente casos médicos em que a distância representa fator crítico na oferta de serviços de saúde.
Esse serviço remoto possibilita o suporte ao diagnóstico clínico, permitindo a interpretação de exames e a emissão de laudos médicos a distância. A especialidade está amparada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), por meio da Resolução CFM nº 1.643/2002, com reconhecimento da Organização Mundial da Saúde (OMS), desde a década de 1990.


Segurança 
O aplicativo preza pelos mais rígidos controles de privacidade, a fim de garantir que os dados de identidade dos cidadãos sejam preservados. As informações contidas na plataforma não serão usadas para nenhum outro fim, apenas para segurança e proteção sanitária da população paranaense.