Ocitocina: hormônio que pode melhorar a vida de pessoas com ansiedade

Este hormônio é de grande importância para produção de bem-estar físico e mental

Devido a pandemia, muitas pessoas tiveram sua saúde mental prejudicada pela falta de contato afetivo, o que ocasionou doenças como depressão e ansiedade.

Tudo isso pode estar relacionado à ocitocina, hormônio importante para produção do bem-estar físico e emocional. A ocitocina, segundo estudos, é produzida em diversas situações diferentes, sendo uma delas por estímulos sensoriais agradáveis.

Por exemplo temos os estímulos táteis como: massagem, abraço, carinho no cabelo. Todas essas coisas fáceis vão trazer bem-estar. Além de estímulos auditivos: música, barulhinho de cachoeira, de mar. Tem-se também as relações amorosas, de amizade, de trabalho e o contato com duas ou mais pessoas produzem também ocitocina.

Com o home office e muito tempo em frente do computador, esses estímulos acabam se tornando mais raros.

Ocitocina pode melhorar a situação

Pensando nisso, uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) reuniu 27 participantes do sexo masculino, entre 18 a 60 anos, diagnosticados com Transtorno de Ansiedade Generalizada (caracterizado por importantes distúrbios do sono, irritabilidade, nervosismo, tremores, tensão muscular, palpitações, tonturas e desconforto gástrico) para compreender os efeitos da ocitocina nesse caso. Trabalhou-se a administração da ocitocina intranasal no grupo instrumental, comparado com um grupo placebo, que utilizou soro fisiológico. Nos pacientes que usaram a ocitocina, detectou-se uma melhora no humor, nos relacionamentos pessoais, na qualidade do sono e nos estados de calma, confiança e ânimo.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail