Responsivo

Sicredi paga mais de R$ 5,6 milhões em distribuição de resultados

Os mais de 46 mil associados foram beneficiados com os valores em conta corrente mediante às movimentações realizadas ao longo do ano

Ontem (25), os mais de 46 mil associados da Sicredi Grandes Lagos PR/SP receberam a distribuição de parte dos resultados obtidos pela cooperativa em 2023. Este ano, mais de R$ 5,6 milhões foram depositados proporcionalmente às movimentações realizadas pelos associados ao longo do ano. Esse montante representa uma parte significativa do resultado total da cooperativa, que alcançou mais de R$ 35,1 milhões, registrando um crescimento de 45% em relação ao ano anterior.

“O incremento em mais de R$ 10,9 milhões no resultado anual representa um recorde significativo para a cooperativa, evidenciando seu crescimento expressivo e contínuo ao longo dos últimos anos. O momento do pagamento é uma celebração do cooperativismo, resultado do engajamento de cada associado que manteve uma participação ativa no negócio”, comemora o presidente da Sicredi Grandes Lagos PR/SP, Orlando Muffato.

Transparência

Os associados podem conferir o valor diretamente em seus extratos pelo aplicativo do Sicredi ou nas agências. Além dos pagamentos aos associados, a cooperativa também registrou mais de R$ 7 milhões em remuneração de juros ao capital social no mês de dezembro de 2023, totalizando mais de R$ 12,7 milhões entre juros ao capital social e pagamento de resultados em conta corrente.

“O associado é o centro de todo o sistema cooperativo e é nosso dever estar próximo de cada um, desde a proposição de soluções financeiras até a manutenção da transparência e o cultivo de uma relação ativa sobre a gestão da cooperativa”, explica o presidente Orlando Muffato.

Decisão democrática

Ao contrário das instituições financeiras tradicionais, os valores excedentes obtidos na cooperativa de crédito ficam disponíveis para decisão democrática, sendo destinados para setores internos ou retornando aos associados de acordo com o que for decidido em conjunto. Essas decisões são tomadas em assembleias, realizadas anualmente entre janeiro e abril, que possibilitam a participação direta de cada associado nas decisões estratégicas da instituição financeira cooperativa.