Chuvas de outubro poderão aliviar crise hídrica no Estado e anima agricultores

No mês de setembro, grande parte do território paranaense apresentou acumulado de chuva abaixo da média climatológica

A chuva chegou no Paraná a partir de sexta-feira (1), interrompendo uma longa sequência de dias com tempo seco no Estado. Para este final de semana, a previsão é que as chuvas alcancem até 100 milímetros de volume.

No mês de setembro, no entanto, grande parte do território paranaense apresentou acumulado de chuva abaixo da média climatológica. Apenas no Sudoeste as chuvas ficaram acima do esperado para o período, enquanto no Litoral o volume se manteve dentro do comportamento histórico.

Houve, ainda, registros de temperaturas acima da média climatológica, inclusive quebrando recordes, nas regiões de Palotina (41.3°C), no Oeste, e Umuarama (40.7°C), no Noroeste. A estiagem, portanto, segue influenciando o dia a dia do Estado. Os dados são do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar).

“De um modo geral, com exceção das regiões de Pato Branco e Francisco Beltrão, o Paraná registrou chuvas abaixo da média histórica em setembro, incluindo a Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Isso se deve ao predomínio das massas de ar seco que ainda estão atuando com bastante força sobre o Estado”, explicou o meteorologista do Simepar, Reinaldo Kneib.

Outubro

Para este primeiro final de semana do mês de outubro, segue mantida a previsão de chuva mais volumosa e abrangente nas regiões paranaenses, especialmente no sábado. A nebulosidade vai predominar no Estado com chance de chuva e garoa a qualquer hora. Deverá voltar a chover no Norte do Estado, região que vem tendo dias consecutivos de tempo mais seco.

O prognóstico se mantém para toda a primeira semana do mês, que apresentará chuvas características da primavera. De acordo com o meteorologista do Simepar Lizandro Jacóbsen, com o fluxo de umidade vindo do Paraguai e Mato Grosso do Sul, as chuvas ingressam no Paraná, mantendo o tempo instável por vários dias.

A previsão de chuva é um alívio para a população, visto que a falta dela tornou ainda mais grave a forte estiagem que atinge o Paraná, que levou o Governo a decretar situação de emergência hídrica em todo o Estado. “Se chegar nesse volume que está previsto, de até 100 milímetros de chuvas neste mês, as chuvas ajudarão a elevar os níveis dos reservatórios, beneficiando as cidades que enfrentam rodízio no abastecimento de água”, destacou Jacóbsen. “A vinda das chuvas é uma boa notícia também para os agricultores, que precisaram atrasar o plantio das culturas de verão por causa da estiagem”, acrescentou.

Quer ficar por dentro das novidades? Então nos acompanhe pelo Facebook | Twitter | YouTube | Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail