Programa Estradas da Integração beneficiará Pinhão e Porto Barreiro

Mais 50 quilômetros de estradas rurais serão pavimentadas em 15 municípios paranaenses. Os convênios para liberação de recursos às prefeituras

Mais 50 quilômetros de estradas rurais serão pavimentadas em 15 municípios paranaenses. Os convênios para liberação de recursos às prefeituras foram assinados pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta terça-feira (24), totalizando R$ 14.244.616,13 milhões em investimentos. Os recursos fazem parte do programa Estradas da Integração, coordenado pela secretaria estadual de Agricultura e do Abastecimento (Seab).

Pinhão e Porto Barreiro estão entre os contemplados pelo programa. Além deles estão: Conselheiro Mairinck, Guapirama, Jaboti, Pinhalão e Salto do Itararé (Norte Pioneiro); Ivatuba (Noroeste); São João e Coronel Vivida (Sudoeste); Ubiratã (Centro-Oeste); Mandaguari e Astorga (Norte); Laranjal (Centro) e Agudos do Sul (Sul).

“Esse é o maior programa de pavimentação de estradas rurais do Paraná nos últimos 30 anos, que vem para melhorar a logística para atender a agricultura familiar e o agronegócio paranaense. Sempre se falou que o agronegócio ia bem da porteira para dentro, mas não tão bem da porteira para fora. Nós estamos mudando essa realidade, fazendo infraestrutura para as pessoas que precisam e que ajudam a movimentar a agricultura paranaense”, afirmou o governador.

O secretário de Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, ressaltou que o Paraná possui mais de 200 mil quilômetros de estradas rurais, dos quais 100 mil formam importantes troncos de ligação entre cidades e vilas, distritos e comunidades. Dessa maneira, as estradas são selecionadas segundo sua importância para a mobilidade no município.

“Estrada boa faz bem para a saúde, para a educação, para o comércio. Mas, para a agricultura, esse é um fator de competitividade. Uma estrada melhor contribui para reduzir custos de frete. E quanto menores os custos, mais pode sobrar no bolso de quem produz”, destacou Ortigara.

“A gente tem uma intensa movimentação diária de insumos que vão para as propriedades rurais, como pintainhos, ração, sementes, fertilizantes, mudas, e um intenso fluxo inverso, com os produtos saindo dessas propriedades – leite, frango, suínos. Por isso, ter uma estrada em melhores condições acaba por contribuir para uma renda maior desses produtores”, reforçou o secretário.

Com as novas liberações, o Paraná chega a 54 convênios de pavimentação de estradas rurais formalizados em 2021. Juntos, eles somam 218,4 quilômetros e R$ 65,89 milhões em investimentos. O secretário estima que, neste ano, o programa ultrapasse R$ 160 milhões investidos, com cerca de 700 quilômetros pavimentados. A maior parte das vias é feita com pedras irregulares, mas o material pode variar segundo o solo de cada região.