Quais são os tipos de empresas que temos no Brasil?

Para se tornar um empreendedor é ideal saber em qual perfil seu negócio se encaixa

Um dos passos mais importantes ao se tornar um empreendedor é a definição a respeito dos tipos de empresas existentes e em qual delas o seu negócio mais se encaixa. E apesar de parecer irrelevante de início, esse é um dado fundamental na sua jornada.

Ficou curioso para saber quais são os tipos de empresas existentes no Brasil? Confira

Microempreendedor Individual (MEI)

Antes de mais nada, o Microempreendedor Individual é uma categoria de empresa criada em 2008 para facilitar a regulamentação de pessoas que desempenham suas atividades de forma individual ou contando com até no máximo um funcionário.

Nesse sentido, para se cadastrar e ser um MEI, é importante não ter sócios ou participações em outras empresas. Além disso, o faturamento não pode ser superior à quantia de R$ 81 mil por ano, o que corresponde a uma média de R$ 6,7 mil por mês.

Empresa Individual (EI)

Outra modalidade que faz parte dos tipos de empresas são as Empresas Individuais. Esse modelo de negócio também permite a criação de um empreendimento sem a presença de um sócio.

Ao abrir um negócio nessa modalidade, o empresário precisa dar a ele seu próprio nome, o que pode ser feito de forma completa ou por meio de uma abreviatura.

Vale lembrar que em uma Empresa Individual, o empresário tem responsabilidade completa sobre o negócio e eventuais dívidas e débitos contraídos pela pessoa jurídica.

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

Para aqueles que consideram a Empresa Individual um negócio muito arriscado, há outra opção interessante, que é a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada.

Nela, o empresário tem responsabilidade limitada, de modo que ele só responde com os ativos em nome do negócio nas dívidas apuradas durante a atividade comercial.

Para a segurança de clientes e fornecedores, porém, existe uma espécie de contrapartida, sendo exigido a integralização de um capital mínimo de cem salários mínimos para a abertura desse tipo de empresa.

Sociedade Simples

Já na Sociedade Simples, é possível dizer que esse tipo de negócio permite a prestação de serviços – em caráter individual, porém por meio de uma parceria – relacionados à atividades intelectuais, literárias, científicas e/ou de cooperativa. Por fim, é válido ressaltar que a abertura de uma Sociedade Simples exige ao menos dois indivíduos.

Sociedade Limitada (LTDA)

A abertura de uma empresa nessa categoria exige que os sócios efetuem o registro do contrato social da empresa na Junta Comercial, o qual será responsável por reger as responsabilidades e as atribuições da empresa.

Sociedade Anônima (S/A)

Por fim, temos a Sociedade Anônima, modelo de negócio utilizado por várias grandes empresas. Nesse modelo, o proprietário divide a empresa em pequenas cotas, conhecidas como ações, que fornecem a seus donos, ou acionistas, o direito de receber parte de seus rendimentos, isso de forma proporcional à quantidade de ações que têm.

Em uma S/A, tanto as responsabilidades quanto o controle da empresa são definidos pelo número de ações, de modo que os maiores acionistas têm mais peso em suas decisões.

Quanto aos dividendos dessa modalidade de negócio, segundo a legislação vigente, ao menos 25% desse montante devem ser distribuídos aos acionistas anualmente.

Por fim, é válido ressaltar que as Sociedades Anônimas podem ser abertas ou fechadas.

Quer ficar por dentro das novidades? Então nos acompanhe pelo Facebook | Twitter | YouTube | Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail