Romanelli diz que economia volta a crescer no Paraná

O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) diz nesta terça-feira (22) que a roda da economia começa a girar. O aumento

O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) diz nesta terça-feira (22) que a roda da economia começa a girar. O aumento do consumo e o crescimento de 1,5% no PIB neste primeiro quadrimestre são mostras evidentes de que a economia está dando sinais de crescimento e há perspectivas de expansão no pós Covid-19, fruto da imunização pela vacina.

Segundo o deputado, soma-se a isso, a boa notícia de que o Paraná foi o terceiro estado que mais ganhou participação na produção da indústria de transformação brasileira na última década, com crescimento de 1,05 ponto porcentual. Passou de 6,38% para 7,43%.

Romanelli ainda aponta o otimismo em alta dos empresários paranaenses. O índice de confiança aferido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná  voltou ao patamar favorável, subindo de 98,0 pontos em maio para 106,6 pontos em junho. Trata-se de uma alta de 8,8% em um mês e de impressionantes 51,7% na variação anual.

A confiança dos empresários paranaenses está acima da média brasileira. O índice nacional cresceu pela primeira vez no ano agora em junho, mas ainda permanece em nível considerado desfavorável, ao registrar 98,4 pontos e seguir abaixo da faixa de 100 pontos.

CNI
Já os dados desse crescimento fazem parte de pesquisa elaborada pela Confederação Nacional da Indústria onde aponta que  a evolução paranaense foi puxada pelos setores de impressão e reprodução, produtos de madeira, veículos, celulose e papel.

Apenas Pará (1,41) e Rio Grande do Sul (1,08) tiveram desempenho melhor neste recorte de 10 anos.
Esse resultado consolida o Paraná como o quarto maior polo industrial do País, atrás de São Paulo (30,68%), Minas Gerais (10,80%) e Rio de Janeiro (10,14%). E a tendência é de aumentar esse crescimento nos próximos anos, diante da atração de novos negócios.

O governador Ratinho Junior disse que este desempenho mostra a força do trabalho dos paranaenses e das grandes empresas que estão se instalando no Estado. Hoje, a indústria é responsável por 792.630 postos de trabalho ou 25% do emprego formal no Paraná.

Com saldo de R$ 93,7 bilhões, o Estado é também o quarto com maior participação no Produto Interno Bruto (PIB) da indústria no Brasil – com 7,1%, novamente atrás apenas de São Paulo (29,8%), Rio de Janeiro (11,4%) e Minas Gerais (10,9%).