Mineiro é o primeiro turista espacial brasileiro na história

Victor Hespanha ganhou a viagem após comprar um NFT e concorrer à ida ao espaço

Há algumas semanas, a Crypto Space Agency (CSA) anunciou o segundo brasileiro a viajar ao espaço, o engenheiro mineiro Victor Hespanha, de 28 anos. Originalmente, o voo estava marcado para ser realizado no dia 20 de maio, mas na última quinta-feira (1), a Blue Origin anunciou que a missão seria realizada neste sábado (4).

Inicialmente, a Blue Origin havia marcado o voo para ser realizado na manhã do dia 20 de maio, porém, após uma revisão no foguete New Shepard, a companhia decidiu adiar a missão NS-21. Segundo a empresa, um dos sistemas de backup da nave não estava atendendo o desempenho necessário para realizar a viagem.

Sortudo

O mineiro ganhou um dos lugares no quinto voo tripulado da Blue Origin em um sorteio ao investir em uma NFT da CSA e, após o astronauta Marcos Pontes, ele foi o segundo brasileiro a passear pelo espaço. Pontes permaneceu pouco mais de nove dias na Estação Espacial Internacional (ISS). Victor é o primeiro ‘turista espacial’, termo inventado para o futuro do turismo, onde pessoas comprarão seus ingressos para ‘visitar’ o espaço. O brasileiro e outros cinco tripulantes experimentaram 10 minutos de ausência de gravidade em um voo suborbital.

Hespanha afirma que foi a primeira vez que ele investiu em tokens não fungíveis e que, na hora da compra, estava pensando apenas no potencial lucro após a valorização do ativo. A seleção da Crypto Space Agency aconteceu no dia 30 de abril.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail