Vacinação contra a gripe auxilia no diagnóstico diferencial da Covid-19; procura ainda está baixa

A vacinação contra a gripe, iniciada em 12 de abril, atingiu até esta quarta-feira (30) apenas 43,8% do público-alvo no

A vacinação contra a gripe, iniciada em 12 de abril, atingiu até esta quarta-feira (30) apenas 43,8% do público-alvo no Paraná. A baixa adesão à vacina preocupa a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). De acordo com a pasta, a imunização contra a influenza é importante porque auxilia no diagnóstico diferencial da Covid-19 e aumenta a imunidade contra as Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAGS).

“Sabemos da ansiedade de todas as pessoas para serem imunizadas contra a Covid-19, mas não podemos deixar a vacinação de outras doenças de lado, que já possuem vacinas que salvam milhares de vidas todos os anos”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

“A imunização contra a influenza diminui os sintomas gripais que podem ser confundidos com a Covid-19, auxiliando no diagnóstico diferencial. Além disso, após a vacinação, o sistema imunológico é ativado e deixa o organismo em alerta, protegendo inclusive contra outras infecções”, explicou o secretário.

Vacinação aberta

Na semana passada, a Secretaria estadual ampliou a vacinação contra a gripe para a população em geral, além dos grupos prioritários já convocados. A imunização está aberta nos 399 municípios paranaenses para pessoas acima de seis meses de idade, independente de condições pré-existentes. A vacina é aplicada em dose única e pode ser administrada em um período de 14 dias antes ou depois da imunização contra a Covid-19.

“Consideramos que com a baixa procura da vacina contra a gripe dentro dos grupos prioritários, poderíamos estender essa imunização para a população em geral, visando abranger mais pessoas e proteger os paranaenses dessa doença que também pode agravar e levar à morte”, afirmou Beto Preto.

Dados

A campanha nacional de imunização contra a influenza deve seguir até a próxima semana, com término previsto para o dia 9 de julho. Segundo o Ministério da Saúde, dentre os grupos priorizados para a vacinação, o Paraná deveria aplicar 4.479.320 imunizantes contra a doença neste período. Até agora, o Estado registrou menos da metade da estimativa, com 2.013.573 aplicações.

O governo federal já enviou 3.848.400 doses de vacina contra a gripe para o Paraná. Todos os imunizantes foram encaminhados aos municípios.