Em 2007, Seleção do Paraguai empatou com Cantagalo

Na expectativa pelos amistosos do Operário em Assunção, Correio recorda visita da equipe, que tinha Fernando Ferretti como técnico, à região

Por Juliam Nazaré

Quem mora em Laranjeiras do Sul sente nesses dias uma mistura de ansiedade e orgulho. Isso porque no fim de semana o Operário Laranjeiras vai até Assunção para enfrentar a Seleção do Paraguai em dois amistosos. Será o primeiro jogo internacional do Rubrão, mas não a primeira vez que “Los Guaraníes” enfrentam uma equipe da região.

Futsal em 2007


Em 2007, o Rio de Janeiro sediou os Jogos Pan-Americano. A novidade era a presença do futsal, num movimento que, acreditavam os adeptos da modalidade, seria o último passo para que ela se tornasse olímpica – o que, passadas quatro edições do evento mundial, ainda não ocorreu. Antes do Pan, a Seleção Paraguai fez inúmeros amistosos no Brasil.

Cantagalo x Paraguai
Correio do Povo reportou o amistoso no Barbosão na semana de 9 de julho de 2007. Foto: Arquivo Correio do Povo do Paraná

Uma das partidas preparatórias foi em Cantagalo. No dia 9 de julho, o Ginásio Barbosão, casa do time da cidade, integrante da Série Prata, recebeu os vizinhos de América-Latina, que tinham como treinador o brasileiro Fernando Ferretti. O jogo terminou em 2×2, com gols de João Paulo e Alcemar Bagre para os cantagalenses.
O time anfitrião tinha no elenco o laranjeirense Alex Schroeder, o guaraniaçuense Léo Giasson, além de Carazinho e os jovens Ronaldinho e Alex Ecco, os dois então com 17 anos. O técnico era Everton de Mattos, o “Veto”, que, passados 14 anos, segue como a grande referência no assunto em Cantagalo. Ele comanda o represente da cidade, a Caçula, nas Séries Prata Feminina e Bronze Masculina.
“Era uma segunda-feira e havia umas mil e poucas pessoas no ginásio. Saímos ganhando com uma jogada ensaiada. Lembro que o Ferretti ficou louco com o time deles. Aí eles empataram, nós ficamos à frente de novo e eles empataram. O Thiane ainda perdeu um tiro-livre, que poderia ter nos dado a vitória. Mas o nosso time está voando, fizemos um jogo de igual para igual”, recorda Veto.

Negão chamou a atenção de Ferretti
Equipe de Cantagalo posa para foto com a delegação paraguaia, em 2007. Foto: Marilete Eleutério

Após o jogo, Ferretti, inclusive, teceu elogios ao goleiro adversário: Adriano Negão. “O placar foi justo pelo que as equipes apresentaram. O Paraguai veio com uma proposta defensiva para atacar e um dos grandes nomes da partida foi o goleiro de Cantagalo, que é um grande atleta”, disse na época ao Correio do Povo.
Negão lembra daquela noite e da impressão que causou no ilustre treinador. “Esse é um momento que não há como esquecer. Lembro exatamente a data, como foi o dia. Fui muito bem naquele jogo. Bem mesmo. Tanto que eu e o Ronaldinho fomos sondados para sair de Cantagalo, pois o Ferretti estava no Jaraguá/SC naquela época. O Ferretti era o ícone do futsal naquele momento”, diz.
Depois de Cantagalo, a Seleção do Paraguai seguiu estrada e parou em Guaraniaçu, onde duelou contra um selecionado da casa e de Catanduvas. O placar foi 5×3 para os estrangeiros.
No Pan, o Brasil ganhou a medalha de ouro. A prata ficou com a Argentina. O Paraguai não fez feio: faturou o bronze. O resultado valorizou ainda mais o desempenho das equipes da região nos amistosos.

Paraguai x Operário


O Operário joga em Assunção no domingo (22), às 18h30, e na terça-feira (24), às 10 horas.