Bom Jesus: celebração de pedidos e promessas que renovam a fé de fiéis

Além da festa, o Bom Jesus realiza a tradicional procissão religiosa que é marcada por pedidos e pagamento de promessas

A devoção ao Bom Jesus se tornou popular ao longo do período colonial. Seus principais devotos eram os colonos portugueses que se preocupavam em assegurar sua proteção contra as adversidades de viver numa terra estranha, como imprevistos nas viagens, no clima, ataques de animais ferozes, doenças, pestes e outros perigos.

Para muitos deles, a nova terra era um verdadeiro lugar de sofrimento e exílio, e assim, nada melhor que ter como amparo a proteção do Bom Jesus.

Além da festa, o Bom Jesus realiza a tradicional caminhada, a procissão religiosa é marcada por pedidos e pagamento de promessas. O Jornal Correio conversou com algumas pessoas que estiveram presentes em edições anteriores e deram seu depoimento de como é participar do evento religioso.

Testemunho dos fiéis

A catequista e ministra da Eucaristia Carmen Maria de Oliveira, que participa a pelo menos dez anos da festividade, trabalha voluntariamente e conforme ela, faz isso por amor. “Eu faço por amor a Deus, a Jesus e em especial ao Senhor Bom Jesus, pois já ganhei uma graça muito grande e isso que me motiva a continuar. Pois isso prometi que, enquanto eu estiver com saúde vou trabalhar na festa do Senhor Bom Jesus”.

Já para a ministra da Eucaristia Elenice Ivaniuk, a fé é o que leva as pessoas a fazerem a caminhada e pagar promessas. “É uma forma de penitência por graças recebidas. Muitos vem de muito longe carregando cruz, rezando o rosário, tudo por devoção às graças recebidas, devoção essa que passa de geração em geração”.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail