Laranjeiras promete endurecer fiscalização e quer pedestres com máscara

Multas de 10 mil reais já estão sendo cobradas de 20 pessoas que desrespeitaram o decreto

Ontem (25) o prefeito de Laranjeiras do Sul, Berto Silva, anunciou por meio de suas redes sociais, juntamente com o secretário de Saúde, Valdecir Valick, e a chefe de epidemiologia, Patrícia Massuqueto, novas medidas para tratar do Covid-19. 

Patrícia citou a quantidade de casos ativos até a manhã de ontem – 99 – e explicou que a média de contaminação está estável desde o início da semana. Isso significa que os casos não baixaram e nem aumentaram, já que até ontem 56 casos foram registrados ao longo desses dias.

Apesar da rede de casos não ter sido “freada”, como relata Berto Silva, a estabilidade só se manteve por conta das medidas de contenção que a prefeitura têm tomado. Segundo ele, é ótimo o nível organizacional em relação as contagens diárias, por exemplo, que são somadas entre as redes privada (laboratórios particulares e farmácias) e a prefeitura no momento de testagem.

Apertar no bolso

Berto e Valick disseram que estão “cansados de recobrar a postura de conscientização”. Berto falou sobre “o jeitinho brasileiro” de transgredir leis e que o povo costuma agir quando “aperta no bolso , principalmente entre os jovens de 25 a 38 anos, principais testados com a doença na cidade”.

Prefeito e secretário disseram que 20 pessoas estão sendo cobradas por multas em razão de desrespeito aos decretos e que os valores chegam a R$ 10 mil. As autoridades reforçaram que o uso da máscara nas ruas deve ser indispensável, cabível de multa. A fiscalização será intensificada.

“É importante dizer que a última morte por Covid-19 no território foi de um jovem de 30 anos, sem nenhuma comorbidade. É mais um indicativo radical de que esse vírus não ataca somente pessoas mais velhas. Por isso, haverá maior redobramento de fiscalização, que será mais bem detalhado no decreto que sairá sexta (26) e funcionará aos finais de semana e no feriado de Páscoa”.

Berto reforçou que a entrega de bebidas álcoolicas é proibida após as 20 horas. O delivery após esse horário é permitido para serviços essenciais – como alimentação e remédios.

Vacinação

Patrícia Massuqueto falou sobre a forma de organização do calendário de vacinações, que está sendo aplicada conforme a faixa etária e os principais grupos de risco: no dia 24 de março foram aplicadas em pessoas de 75 anos; 25 de março os da faixa etária de 74 anos; hoje (26), é a vez das pessoas de 72 anos e amanhã daqueles com 72 anos.

Leitos de enfermaria

Berto anunciou 10 leitos de enfermaria que serão disponibilizados no Instituto São José.  Entretanto, afirma Valick: “Os 10 leitos não significam que as pessoas podem esbanjar e que tem espaço nos hospitais”, alertou Valicki.

Assista o vídeo e confira as informações completas: