Chuvas comprometem produtores de hortaliças

Os produtores de hortaliças do mercado municipal de Laranjeiras do Sul estão enfrentando dificuldades por conta das chuvas incessantes das

Os produtores de hortaliças do mercado municipal de Laranjeiras do Sul estão enfrentando dificuldades por conta das chuvas incessantes das últimas semanas. O acúmulo de água prejudica as hortaliças e, às vezes, mata toda a plantação. 
Esse período chuvoso é propício para a infestação de pragas, que dão muito trabalho para serem controladas, além de outras doenças que aparecem e destroem as plantas que sobrevivem. Na cidade, estima-se que as perdas beiram os 70% da produção. Isso faz com que os comerciantes não consgiam atender a demanda de clientes.


Perdas
“Não podemos deixar as alfaces chegarem ao tamanho certo da colheita, senão apodrecem. Temos que tirará-las em um tamanho não muito grande, o que tira a qualidade do produto quando chega ao cliente’’, relata Nelci dos Santos, feirante do mercado municial há quatro anos.
Até os temperos acabam sofrendo com o excesso de água. ‘’ Salsinha já não tem mais. O cliente pede, mas não tem o que fazer. Com a umidade vêm às pragas, os bichinhos acabam destruindo o restante das plantas, além de umas manchas escuras que aparecem por conta das chuvas’’, conta Nelci.
Para o feirante Silvano Leonel Civiriano, a esperança é a nova remessa que virá de legumes e verduras.” Tivemos uma perda de mais de 70% das hortaliças e legumes. A esperança está na produção nova, porque a velha já não tem o que fazer mais, as que estamos conseguindo colher não tem qualidade e estão apodrecendo’’.


Qualidade perdida
Com fatores desfavoráveis ao produtor, as perdas nas lavouras são inevitáveis. O reflexo disso pode ser conferido nas bancas de verduras e legumes. As cores e as texturas da mercadoria são comprometidas, resultando no descarte de muitos legumes que não podem ser aproveitados.
A produtora Francieli Severiano comenta que estão quase sem produtos para levar aos clientes. ”No mercado municipal quase não temos hortaliças para oferecer, na horta só podridão, fungos e bactérias, uma tristeza’’. 
Os produtores aguardam a melhora do tempo e, consequentemente, a volta dos produtos para assim melhor atender o consumidor. Apesar da chuva ser necessária, o excesso é prejudicial à plantas mais frágeis.