Duas alunas foram selecionadas para intercâmbio na Nova Zelândia

O Programa de Intercâmbio Internacional Ganhando o Mundo, selecionou Daiély Aparecida Veinharski França e Rafaela Vitória Cacilho

A Secretaria de Estado da Educação diculgou o resultado final do Processo de Seleção para o Programa de Intercâmbio Internacional Ganhando o Mundo, na modalidade High School, realizado com base no Edital n.º 68 – GS/SEED, de 2020.

A seleção dos intercambistas ocorreu pela média de notas e frequência. O estudante deveria ter média maior ou igual a sete (7,0) em todas as matérias e frequência maior ou igual a 85%.

Para chegar a pontuação final foram somadas as médias de todas as disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) cursada em 2020 no 9º ano.

Foram duas etapas de seleção. A primeira para selecionar o melhor estudante de cada município do Paraná e a segunda etapa, onde foram escolhidos os melhores 100 entre todos os selecionados.

O NRE de Laranjeiras do Sul foi agraciado com duas alunas selecionadas:

Daiély Aparecida Veinharski França, que é aluna do colégio Estadual Guarani da Estratégica, de Nova Laranjeiras e Rafaela Vitória Cacilho, aluna do colégio Laranjeiras, do município de Laranjeiras do Sul.

O intercâmbio deve ter início no segundo semestre deste ano.

Rafaela
Rafaela Vitória Cacilho ficou em 24ª lugar

Rafela tem 14 anos e cursa o 1° ano do ensino médio. Segundo Rafaela, quando se inscreveu no programa de intercâmbio, ela tinha grandes esperanças de ser selecionada. “Eu conseiderava minhas notas muito boas, mas eu também não tinha ideia de como eram as notas dos outros candidatos”.

Rafaela que ficou em 24° lugar, relatou ter ficado muito feliz e orgulhosa de si mesma quando recebeu a confirmação que era uma das selecionadas. “Eu senti um mix de emoções, fiquei grata, ansiosa. Não conseguia acreditar que tinha passado. Fiquei super feliz por ter dado esse orgulho para minha mãe”.

Ela diz que suas expectativas para esse intercâmbio são gigantescas e que esse projeto irá mudar sua vida assim como a vida de todos que foram selecionados. “Meu inglês vai melhorar muito, vou conhecer uma cultura diferente e sair da minha zona de conforto tendo assim uma grande evolução”.

Para Rafela uma das dificuldades será a saudade que irá sentir de sua família e de seus amigos. Segundo ela será uma questão de adaptação e afirma ter certeza de que essa será a melhor experiência da sua vida. “Farei novas amizades e vou ter a oprtunidade de ter professores diferentes, estudar em uma escola diferente com uma cultura diferente. Vou vivenciar um sonho, não canso de repetir que ssa será a melhor experiência da minha vida!”

Daiély
Daiély Aparecida Veinharski França ficou em 37º lugar

Daiély, tem 14 anos e cursa o 1° ano do ensino médio. Ela conta que quando se inscreveu não estava muito confiante, pois segundo ela, sabia da grande quantidade de alunos no Estado  que se inscreveriam. “Quando recebi a notícia que tinha passado, que estava classificada, eu chorei muito, fiquei muito feliz a emoção foi muito grande”, diz a aluna.

Daiély ficou em 57° lugar e diz estar muito orgulhosa. “Todo meu esforço desde pequena e todo apoio dos meus pais está sendo recompensado”.

Ela diz ainda que essa é uma oportunidade única e aproveitará o máximo possível. “Eu espero muito aprendizado, vou buscar o máximo possível de conhecimento, procurar aprender coisas novas, fazer amizades e evoluir como pessoa. Já está sendo uma experiência maravilhosa”, completa.

Inglês

Para preparar melhor os estudantes selecionados, um curso de inglês via aplicativo será ofertado em parceria com as universidades estaduais vinculadas à Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Despesas

Os gastos com a documentação necessária para a viagem e itens essenciais durante o semestre letivo no exterior serão custeados pela secretaria da Educação e do Esporte.

O intercambista também receberá uma ajuda de custo mensal de R$ 800. Serão seis parcelas da bolsa intercâmbio, sendo a primeira (bolsa instalação) para cobrir despesas iniciais na chegada e as demais repassadas mês a mês.

Nova Zelândia

Dividido em duas ilhas principais e outras menores no Oceano Pacífico, o país é um dos mais desenvolvidos e industrializados do mundo, com excelente índice de desenvolvimento humano e diversos outros indicadores entre os melhores do planeta, incluindo o Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), no qual a nação figura entre as 15 primeiras.

De acordo com a Chefe do Núcleo, Adriane Schio de Almeida, a notícia é maravilhosa. “Nossas duas alunas terão uma oportunidade ímpar de conhecer uma nova cultura, se aperfeiçoar na língua inglesa e levar mais este ensinamento para a vida. Parabenizo a todos os alunos participantes e peço que não desistam de seus sonhos e seus estudos. Eles valem a pena”.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail