Governo assina termo de adesão Educa Juntos

O programa tem objetivo de estabelecer estratégias que contribuam para a aprendizagem dos estudantes

A prefeita de Porto Barreiro, Marinez Crotti, e a secretária de Educação Adriana Poleze Dalastra, assinaram o termo de adesão ao Programa Educa Juntos, em parceria com o governo do Estado do Paraná. A assinatura foi na terça-feira (1º).
De acordo com Adriana, esse é um programa que a secretaria de Educação vinha pedindo há muito tempo ao estado. “É um programa que estabelece estratégias nas séries iniciais do município, nas séries iniciais da alfabetização, que nos ajuda com a formação continuada dos professores. Eles vão disponibilizar material pedagógico para nós, além do livro Registro de Classe Online, que já temos em todo o município”, declara a secretária. 
Além disso, segundo ela, haverá muita articulação pedagógica entre os anos iniciais e finais do ensino fundamental, pra transição do 5º ano para o 6º ano. “É um programa que vem a somar e a partir do ano que vem, eles já vão disponibilizar material pedagógico pra ajudar nas fases de alfabetização. Então, será muito bom mesmo”, completa.


O programa
O decreto nº 5.857 de outubro de 2020, implementa o Programa Educa Juntos com objetivo de estabelecer estratégias que contribuam para a aprendizagem dos estudantes paranaenses através do regime de colaboração entre o estado e os municípios paranaenses. Através da Secretaria de Estado da Educação (SEED), o programa educa juntos se compromete a disponibilizar assistência técnica para educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental na forma de; 
Implantação de ações de formação continuada para professores, gestores e técnicos municipais para subsidiar a atuação do município na busca pela melhoria continua da aprendizagem de seus estudantes;
Elaboração e disponibilização de materiais de apoio pedagógico digital;
Disponibilização do sistema livro registro de classe online municípios;
Disponibilização de sistemática de avaliação e monitoramento da aprendizagem dos alunos;
Promoção de medidas que assegurem a articulação pedagógica entre os anos iniciais e anos finais de ensino fundamental para evitar a ruptura do processo educacional do estudante na transição do 5º para o 6º ano, entre outras tratativas.