Laranjeiras: mais de 3,8 mil alunos voltam às aulas presenciais nesta segunda-feira (07)

Responsáveis relatam ansiedade dos estudantes que, até ano passado, vivenciaram o “abre e fecha” causado pela pandemia de Covid-19

Retornaram nesta segunda-feira (7), as aulas presenciais na rede municipal de ensino em Laranjeiras do Sul. A exceção fica por conta dos alunos matriculados no Centro Municipal de Educação Infantil Nossa Senhora das Graças, que, em virtude da chuva e também pela complexidade do trabalho, não alcançou a conclusão das obras de adequação do seminário para a creche.

Por isso, naquele Cmei as aulas vão começar no decorrer da próxima semana. Até o momento, o local já está com as primeiras salas prontas, com pisos de peróba rosa. “Uma das mais nobres do mundo!”, ressaltou o prefeito Berto Silva. As demais unidades estão preparadas para receber os alunos de acordo com os protocolos vigentes de prevenção ao Coronavírus, que devem ser seguidos pelos pais, professores e alunos.

Segundo a secretaria de Educação, Maria Luiza, ao todo, 22 unidades de ensino entre escolas e CMEIs devem receber aproximadamente 3.880 alunos matriculados para o ano letivo, e conforme a exigência da secretaria de Saúde, toda a comunidade escolar irá cumprir as medidas sanitárias de combate à disseminação da Covid-19.

Nicolas Antônio, irmão mais velho do Victor de Morigi, de 10 anos, acompanhou-o no seu primeiro dia de aula na Escola Municipal Padre Gerson Galvino, e relata que a ansiedade dele estava à flor da pele. “Somos novos na cidade e, após o ‘abre e fecha’ das escolas causado pela pandemia, o Victor não chegou a conhecer outras crianças. Por isso, estava muito ansioso para retomar as atividades”, explica.

Medidas aplicadas

Os planos de contingência das escolas e dos Cmeis, que foram aprovados pela Vigilância Sanitária no ano de 2021, salvo algumas alterações, seguem sendo adotado. As unidades escolares seguirão fazendo uso do álcool em gel na entrada das escolas e nos diversos ambientes escolares, o uso de máscara segue sendo obrigatório e os casos suspeitos e confirmados serão monitorados caso a caso.

“Cheguei um pouco mais cedo com meu irmão e vi que todas as pessoas estavam com máscaras cobrindo boca e nariz; também havia álcool em gel disponível em todos os ambientes. Mesmo assim, por volta de outubro do ano passado, assinamos um termo de responsabilidade sobre a criança, reafirmando também nosso papel de orientá-los para seguir as medidas, como o não compartilhamento de materiais etc”, continuou Nicolas.

Cada criança deve continuar levando sua garrafa e as Unidades escolares estão apresentando na primeira semana as orientações que devem ser seguidas. Além disso, a secretaria de Educação orienta para que os pais não levem para a escola crianças com sintomas da Covid-19.

Investimentos no município

Antes mesmo do início do ano letivo, a prefeitura já aplicou R$ 2,3 milhões na aquisição de uniforme escolar e entregou 751 notebooks para alunos e professores. O anúncio aconteceu na última quinta-feira (03), na Formação Pedagógica de Estudos e Planejamento realizado no Cine Teatro Iguassu.

Na compra do uniforme escolar para os alunos, a prefeitura investiu R$ 720 mil. Cada aluno vai receber, duas camisetas, uma calça, uma jaqueta, dois pares de meia e um par de tênis. Já na aquisição do na aquisição dos notebooks e computadores, a prefeitura investiu R$ 2,3 milhões.

Foram adquiridos 14 laboratórios móveis com 35 notebooks; três laboratórios móveis com 24 notebooks, totalizando 562 aparelhos, além de 134 notebooks para os professores; 11 computadores para as secretarias das escolas e nove computadores para as secretarias dos Cmeis.

Funcionamento no Paraná

Aproximadamente 2 mil escolas da rede estadual de ensino retomam as aulas presenciais em todo Estado. A data consta no calendário aprovado no ano passado. O retorno vai envolve cerca de 1 milhão de alunos e 90 mil profissionais da educação e, de acordo com a programação, vão até 8 de julho. O término, garantindo os 200 dias letivos, será em 20 de dezembro.

Notificação de casos de Covid-19

Quando há notificação de casos de Covid-19 entre estudantes, professores ou funcionários de colégios estaduais, as instituições de ensino seguem as orientações da última atualização da nota orientativa 03/2021 da secretaria de Saúde do Estado (Sesa). Os casos confirmados são afastados e uma avaliação é feita pelo comitê de biossegurança para tomar uma decisão pela eventual suspensão das aulas e em qual nível. Caso o contato tenha se limitado a grupos específicos, é considerado o isolamento de uma sala de aula ou de um grupo de uma sala de aula.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail